Javi García descai-se: Schmidt estava contratado mesmo com Veríssimo a eliminar o Ajax

Javi García descai-se: Schmidt estava contratado mesmo com Veríssimo a eliminar o Ajax

Adjunto revelou, em conversa com a Marca, que em março Rui Costa lhe ligou porque Schmidt vinha com equipa técnica reduzida

Nélson Veríssimo levou o Benfica a eliminar o Ajax nos oitavos de final da Champions da última temporada, a meio de março, mas o seu destino já estava, de facto, traçado, e nem um eventual brilharete nos quartos de final frente ao Liverpool (em abril), o segurariam à frente dos destinos das águias. A revelação foi feita por Javi García, atual adjunto de Roger Schmidt, que disse numa entrevista à Marca que foi no mês de março que Rui Costa o convidou para integrar a equipa técnica do alemão.

"Em março ligou-me o presidente do Benfica, que conheço bem porque o diretor desportivo quando lá estive. E sem sequer pensar disse-lhe que sim porque já tinha decidido que me ia retirar este ano e não imaginava ter uma oportunidade assim", começou por dizer o antigo médio das águias.

"Há dois meses estava a jogar e por isso tenho a vantagem de saber o que pode estar a pensar um jogador, nisso ajudo o Roger Schmidt. O Benfica propôs-me este cargo porque o treinador só vinha com um adjunto, vinha com uma equipa técnica reduzida", prosseguiu.

Javi García falou ainda da sua carreira e da importância da mentalidade que ganhou ao crescer no Real Madrid: "Quando és jovem sonhas com chegar ao topo, mas hoje ainda continuo sem ter realmente consciência do que consegui, dos sítios onde estive e de tudo o que ganhei. às vezes o meu pai diz-me: 'mas tú não vês o que fizeste?' Para mim a Seleção foi complicado, foi tramado porque era quase impossível aproximar-me dessa equipa. Mas foi incrível vê-los jogar. Não entrava na minha cabeça estrear-me com 17 anos no Bernabéu, ainda por cima no Real Madrid dos galáticos... era impensável. Aprendi no Real Madrid que no campo tens de te julgar o maior e tens de ser vaidoso, tens que sentir-te por cima do resto. Nos grandes clubes todos pensam assim e se não o fazes é complicado render."