Vieira vê Estados Unidos como um "mercado estratégico" para o Benfica

Vieira vê Estados Unidos como um "mercado estratégico" para o Benfica

O líder dos encarnados elogia o peso da presença do Benfica na International Champions Cup

Dia 15 de julho o Benfica viaja para os Estados Unidos, onde irá cumprir mais uma etapa da pré-época, mas a preocupação das águias neste mercado não é só desportiva. Luís Filipe Vieira irá liderar a comitiva encarnada e aponta o peso estratégico desta deslocação, onde a equipa de Bruno Lage também disputará três jogos na International Champions Cup (ICC) frente a Chivas, Fiorentina e Milan. "É no maior torneio de pré-época do mundo onde um clube como o Benfica deve estar. O crescimento a que temos assistido a nível desportivo e empresarial tem reforçado o nosso prestígio e reconhecimento a nível global. Hoje cada vez mais somos uma marca global e é por isso com grande orgulho que já fazemos parte da família ICC, onde se encontram alguns dos maiores e melhores clubes do mundo", frisou o presidente dos encarnados numa mensagem oficial das águias incluída no plano da viagem.

De acordo com Vieira, a aproximação aos sócios e o estreitar de laços empresariais podem andar de mãos dadas. "Vimos ao encontro dos nossos adeptos que, mesmo separados por um oceano, apoiam sempre a nossa equipa. Vamos também reforçar laços com clubes e instituições americanas no qual podemos trocar conhecimento ao nível desportivo, tecnológico e cultural. Os Estados Unidos são um mercado estratégico no qual a marca Benfica se tem vindo destacar, em especial, pelo reconhecimento do nosso trabalho na área da formação através do talento gerado na nossa famosa Escola de Futebol do Caixa Futebol Campus", disse Luís Filipe Vieira.