Varela feliz sem vinganças

Foi um jogo especial para Bruno Varela. O guarda-redes do V. Setúbal, de 21 anos, estreou-se na I Liga com uma grande exibição e, ainda mais, diante de um clube ao qual esteve ligado durante dez anos.

"Acima de tudo, senti muita emoção. Fiquei feliz por voltar a casa e jogar contra o clube que, não o nego, é o do meu coração. Estou satisfeito pelo facto de a equipa ter feito um bom jogo. Conseguimos aguentar o poder ofensivo do Benfica, mas também tivemos as nossas oportunidades. Tivemos de lutar com as nossas armas e podíamos ter aguentado a vantagem um pouco mais", realçou.

Afastando a ideia de vingança neste regresso à Luz, o guardião sente, porém, que podia ter sido mais feliz no Benfica. "Queremos sempre mais oportunidades e talvez tenha havido alturas em que podia ter tido uma oportunidade. Mas não crucifixo ninguém, nem nenhum treinador. Tentei sempre mostrar qualidade e só tenho a agradecer ao Vitória por poder estar aqui e ter oportunidade de jogar na I Liga", sublinhou Varela, ele que trocou umas palavras com Júlio César no final da partida: "Disse-lhe que foi um enorme prazer poder jogar contra ele, partilhar o balneário com ele e poder treinar com ele. Foi uma pessoa com quem aprendi muito e ele deu-me os parabéns pelo jogo que fiz. Espero vê-lo na segunda volta."