"Sinto que voltei ao meu melhor nível", assume Corchia

"Sinto que voltei ao meu melhor nível", assume Corchia

Lateral-direito do Benfica assume que as águias querem escrever um novo capítulo na história do clube

Convocado por Bruno Lage para o embate desta noite com o Dínamo Zagreb, Corchia diz-se motivado para continuar a jogar de águia ao peito e não dá a eliminatória como perdida. "Está longe de estar terminado. Com o apoio dos nossos adeptos, acredito que vamos ganhar e passar à próxima eliminatória", disse o defesa francês, em declarações ao portal "Foot 365". Utilizado por quatro vezes por Bruno Lage (cumpriu três encontros com Rui Vitória), Corchia admite que atravessa um bom momento. "Estou contente com o meu momento de forma. Sinto que voltei ao meu melhor nível e sinto-me muito contente pela exibição com o Dínamo na semana passada, apesar da derrota. Quando fazemos uma boa exibição, utilizamos isso como motivação e queremos sempre melhorar da próxima vez", disse o lateral-direito, concorrente direto de André Almeida.

Emprestado pelo Sevilha (a opção de compra está fixada em sete milhões de euros), Corchia reconhece que o Benfica "é um clube de topo", com uma "história imensa". "Isso sente-se diariamente em Lisboa. E como equipa, queremos escrever um novo capítulo na história deste grande clube. Queremos chegar o mais longe possível na Liga Europa e quem sabe chegar à final. A nível nacional, queremos ser campeões e vencer a Taça de Portugal. Se acontecer, será um final de época fantástico para nós", referiu Corchia.

O defesa disse ainda que se sentiu frustrado com os primeiros dias de águia ao peito, dada a lesão sofrida no joelho esquerdo, que obrigou a intervenção cirúrgica. "É pouco habitual lesionar-me e senti-me bastante azarado mal cheguei ao Benfica", completou.