Seferovic e a frustração em Frankfurt: "Não estávamos presentes"

Seferovic e a frustração em Frankfurt: "Não estávamos presentes"
Marco Gonçalves

Tópicos

Avançado suíço mostrou-se irritado com os companheiros de equipa no final do Eintracht-Benfica, que ditou a eliminação das águias da Liga Europa.

A derrota por 2-0 com o Eintracht Frankfurt na Alemanha ditou o afastamento do Benfica da Liga Europa, restando agora ao clube da Luz apenas o campeonato.

Um dos mais frustrados no final da partida disputada em terreno germânico, onde até já tinha jogado durante três épocas, Seferovic assumiu no final que o conjunto de Bruno Lage não esteve ao seu nível, sobretudo no primeiro tempo. "Ao vermos a primeira parte, apercebemo-nos de que este não é o Benfica que conhecemos. Não encontro palavras, pois não estávamos presentes nem concentrados", reconheceu o ponta de lança suíço, em declarações reproduzidas pelo canal Fox Sports, destacando a diferença em relação ao adversário: "Não fomos suficientemente agressivos e eles, pelo contrário, fizeram pressão, pois precisavam de dois golos."

Destacando que o Benfica foi "melhor na segunda parte", o internacional helénico salientou que "faltou um restinho de sorte, como o último passe certeiro antes de chegar à baliza para marcar golo".

De volta ao onze em Frankfurt, ele que foi suplente utilizado no triunfo por 4-2 na Luz, Seferovic frisou que a chave da eliminação esteve não na partida de Lisboa, em que o Benfica esteve a ganhar por 4-1 e ficou perto do 5-1, mas sim na forma como a partida decorreu na Alemanha: "Perdemos cá a eliminatória, tínhamos de ganhar e ser mais agressivos. Infelizmente, não fomos capazes."

Admitindo erros próprios, Seferovic lamentou o facto de não existir VAR na Liga Europa, a propósito do 1-0, da autoria de Kostic, em posição irregular que o árbitro Daniele Orsato não assinalou. "Os árbitros cometem erros e não é por isso que devemos agora atacá-los. Mas quando há VAR na Champions por que razão a Liga Europa não tem? Mas é assim, perdemos", disse, frisando que muitos perceberam rapidamente a ilegalidade do lance: "Todos de fora conseguiram ver e sabiam, eu não vi, pois estava concentrado em mim e no meu jogo."