Samaris discute novo contrato com a SAD do Benfica

Samaris discute novo contrato com a SAD do Benfica
Vítor Rodrigues

Tópicos

Luís Filipe Vieira abordou o médio para acertar a extensão do vínculo por mais uma ou duas temporadas

Os responsáveis encarnados e Samaris, segundo apurou O JOGO, já estão a discutir a renovação do contrato que liga o médio ao Benfica e que expira em junho de 2019. O jogador foi abordado para acertar um novo vínculo, estando em cima da mesa a extensão por mais uma ou duas temporadas, duração que apenas será clarificada com o desenrolar das negociações.

Menos influente ou utilizado desde que chegou à Luz em 2014 - fez 37 jogos na primeira época, 41 na segunda e apenas 32 na agora finda -, o internacional helénico é encarado como um ativo desportivo importante, mas tem tido o seu estatuto de titular vinculado à disponibilidade de Fejsa, sendo habitualmente alternativa para a posição desempenhada pelo médio-defensivo sérvio. E é esta alternância uma das questões que estarão em cima da mesa, para além das questões financeiras sempre em causa nas negociações contratuais.

Certo é que o Benfica investiu pouco mais de nove milhões de euros na contratação do jogador ao Olympiacos - 9,1 milhões foi o valor inscrito no Relatório e Contas das águias -, e não pretende deixar arrastar o processo até ao último ano de ligação de modo a evitar que, depois, fique em posição mais vulnerável e a correr o risco de saída a custo zero do atual camisola 7.

No entanto, e segundo foi possível apurar ainda, o futuro de Samaris até pode não passar pelo Benfica na próxima época. Embora decorram as negociações com vista à renovação, à Luz têm chegado abordagens a deixar em aberto o cenário de transferência durante o defeso. Mesmo sendo considerado uma pedra importante no tabuleiro de Rui Vitória - até pela polivalência, pois pode ser também um oito e já jogou a central -, Luís Filipe Vieira não descarta a venda, tendo o presidente do emblema da Luz já definido como preço-base para uma negociação uma verba em torno dos 20 milhões de euros.