Salvador Agra é do Benfica, mas pode seguir para a Escócia

Salvador Agra é do Benfica, mas pode seguir para a Escócia

Extremo ex-Nacional assinou na quarta-feira pelo Benfica, mas será cedido. V. Setúbal e Rangers no lote de interessados.

Como resultado de um acerto de contas entre o Nacional e o Benfica - os insulares tinham montante por liquidar ainda referente à transferência de Djaniny para o Santos Laguna, no verão de 2014 -, Salvador Agra (25 anos) deixou o emblema da Madeira e assinou ontem contrato de três épocas com o tetracampeão português. Apesar do vínculo formal, o extremo foi de antemão informado pelos responsáveis benfiquistas de que será colocado, a título de empréstimo, noutro clube português ou estrangeiro em 2017/18.

Tal como Patrick, lateral-direito ex-Marítimo que, com o passe na mão, rubricou compromisso com os encarnados e será encaminhado para o V. Setúbal, também Agra poderá vestir a camisola dos sadinos na próxima temporada. Este dossiê, porém, não está ainda encerrado, havendo a possibilidade, segundo apurou O JOGO, de o ex-Nacional ser cedido ao Rangers, treinado por Pedro Caixinha, que também admite fortalecer o seu grupo com a aquisição de Fábio Cardoso, central cujos direitos económicos são partilhados por V. Setúbal e Benfica.

Se Agra acabar por rumar à Escócia, Candeias, outro extremo ligado ao clube da Luz que estaria indicado para o Rangers, poderá permanecer na Turquia, onde é pretendido pelo Alanyaspor, equipa pela qual transpirou nesta última temporada, por empréstimo. Neste enquadramento, Diogo Gonçalves, que serve Portugal no Mundial de sub-20 na Coreia do Sul, terá como hipótese a cedência igualmente ao V. Setúbal.