"Quando cheguei ao Benfica era muito bonzinho, fiquei magoado com as críticas"

"Quando cheguei ao Benfica era muito bonzinho, fiquei magoado com as críticas"

Luisão lembra os primeiros tempos com a camisola das águias e recorda uma "lição de humildade" de Simão.

Luisão chegou ao Benfica em 2003, proveniente do Cruzeiro, e, esta quinta-feira, numa conferência sobre liderança, falou sobre os primeiros tempos de águia ao peito, admitindo "dificuldades" e recordando a faceta resmungona, que acabou por resultar numa "lição de humildade", dada por Simão Sabrosa, então capitão de equipa.

"Tinha como referências o Hélder Cristóvão, o Simão, que me deu uma lição de humildade... Ele era o capitão e eu já era um pouco resmungão. Houve um dia em que um jornal fez uma primeira página a chamar-me 'capitão sem braçadeira'. Achei que o Simão não ia gostar e tentei explicar-lhe. Ele disse-me que eu não precisava de ter feito isso. O que importa é defender o clube em campo", contou o ex-central brasileiro, prosseguindo:

"Quando cheguei do Cruzeiro já tinha jogado na seleção e achei que vinha para o Benfica de passagem. Não imaginava que iria criar uma relação tão forte com o clube. Pensava que seriam dois ou três anos e que depois saía. Sabia que o Benfica era grande, mas não assim, imenso. Nessa altura, quando cheguei, era muito bonzinho. Fiquei muito magoado com as críticas, com algumas críticas, mas depois comecei a sair da zona de conforto, a fazer coisas diferentes", completou Luisão.