Negócio fechado: Conti vai ser reforço do Benfica

Negócio fechado: Conti vai ser reforço do Benfica
Sérgio André / Marco Gonçalves

Tópicos

Processo parece irreversível: Benfica e Colón têm um acordo para a transferência do defesa-central para a Luz a troco de 4,3 milhões de euros, relativos à cláusula e impostos, confirmando a notícia que O JOGO deu em primeira-mão

Para evitar surpresas de última hora, o Benfica acelerou o processo de contratação de Germán Conti e nesta altura falta muito pouco para que o central seja considerado oficialmente atleta das águias para as próximas cinco temporadas. O processo parece irreversível e o próprio jogador espera luz verde para realizar os indispensáveis exames médicos e rubricar o acordo com os lisboetas, documento esse, aliás, que o próprio já conhece. As águias pagam ao emblema argentino 4,3 milhões de euros, resultantes da cláusula de rescisão (3,5 M€) e impostos. O Benfica tentou ainda que fosse o clube argentino a responsabilizar-se pelo pagamento desta última fatia da operação, mas este não aceitou, obrigando os encarnados a mais um esforço para garantir a contratação do jogador.

O Colón está ainda em competição, tem objetivos bem definidos para a temporada - luta pela presença na Taça Sul-Americana - e conta com o capitão para a etapa final da prova, embora este esteja a recuperar de um problema num joelho.

Há muito referenciado pelas águias, o ítalo-argentino chegou a fazer parte das cogitações do rival Sporting na última temporada, mas os valores em causa acabaram por determinar que não fizesse parte das opções de Jorge Jesus em 2017/18.

Conhecido pela rapidez e bom jogo de cabeça, o defesa de 1,93 metros irá juntar-se a Rúben Dias, Luisão, Jardel e possivelmente Ferro, capitão da equipa B das águias, cujo projeto futuro passa por integrar a equipa principal. Deste lote, apenas Luisão termina contrato no final da época, embora tenha um acordo verbal com Luís Filipe Vieira para continuar durante mais um ano a liderar o balneário. Vieira, de resto, disse várias vezes que o brasileiro terá sempre as portas do Benfica abertas.

Os dirigentes do Colón ainda não falam no negócio, para tentarem manter o grupo unido e focado no objetivo da temporada.

Conti lidera um dos sectores recuados mais fortes do campeonato argentino: a equipa de Santa Fé tem a quinta melhor defesa da competição, com 19 golos sofridos em 23 partidas - a melhor é a do Talleres, com 15.