"Não posso pensar que haja clubite na justiça. Quem nos fez mal está identificado"

"Não posso pensar que haja clubite na justiça. Quem nos fez mal está identificado"

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, falou à comunicação social após a vitória do clube da Luz sobre o Aves.

Luís Filipe Vieira falou aos jornalistas após o final do jogo com o Aves, a contar para a 26ª jornada do campeonato. O presidente do Benfica reiterou que a direção "nunca manchou a honra ou a dignidade do Benfica" e apontou uma estratégia para descredibilizar a marca do clube.

"Queria dizer a todos os benfiquistas que nunca, nunca, mas nunca, eu como a minha direção nunca manchou a dignidade do Benfica. Tudo o que se tem passado nos últimos tempos é sobejamente conhecido. Fomos vítimas de um ataque sem precedentes, alguma vez feito em Portugal. Violaram o nosso espaço, a nossa privacidade, anos e anos de uma empresa com dimensão mundial. Dizer também que as denúncias anónimas funcionaram para o Benfica com um aparato muito especial, de que eu fui vítima e com visitas às nossas casas. Tenho muita dificuldade em compreender. É um aviso a todos os benfiquistas para terem noção exata do que já nos fizeram. Pela incompetência que tiveram, não nos conseguiram defrontar pela competência que há no Benfica e quiseram manchar o nosso nome. Há 18 anos que o objetivo do Benfica é recuperar a credibilidade. Somos ou éramos uma referência no mundo do futebol. Temos uma marca manchada", começou por referir.

"Estou muito determinado, eu e os meus colegas. Vamos enfrentar tudo ate às últimas consequências. Não posso pensar que na justiça possa haver clubite. Quem nos fez mal está identificado. Exigimos um tratamento igual. Vão a casa de quem devassa. Se são 30 ou 40 também os podem visitar. Não queremos o nosso nome manchado, que a justiça seja célere, porque depois os que mancharam o nosso nome serão criminalmente penalizados", acrescentou.