Bruno Lage explica importância da ICC e nomeia adversário mais complicado

Bruno Lage explica importância da ICC e nomeia adversário mais complicado

Treinador do Benfica destacou a importância da participação na International Champions Cup, prova que o clube da Luz venceu.

O Benfica recebeu o troféu da International Champions Cup (ICC) no sábado, à margem da receção ao Paços de Ferreira e, esta segunda-feira, Bruno Lage fez um balanço da participação encarnada na prova de pré-temporada, destacando a importância de defrontar equipas de nível competitivo "muito alto".

"Foi uma experiência riquíssima porque foram duas semanas em que pudemos treinar com enorme intensidade e qualidade e termos três jogos com um nível competitivo muito alto. Esse foi o ponto mais importante que nos permitiu preparar da melhor maneira o início da época e o jogo da Supertaça", começou por referir o treinador das águias, em declarações à BTV.

"Também foi determinante termos jogado com três equipas internacionais, duas italianas e uma mexicana, ou seja, defrontarmos jogadores e treinadores aos quais não estamos tão habituados e, curiosamente, cada uma das equipas com sistemas táticos diferentes, o que nos permite, a nós enquanto equipa e principalmente a mim como treinador, crescer e evoluir", acrescentou Lage, que se diz consciente "da dimensão mundial do Benfica" e nomeou o adversário mais complicado dos três que defrontou na ICC (Chivas, Fiorentina e Milan):

"Foi a primeira vez que participei, mas senti que foram três jogos de alto nível, muito competitivos, principalmente o último com o Milan que nos criou várias dificuldades pela exigência que o jogo em si teve e depois por jogar com um sistema diferente daquele que já tínhamos defrontado. Naquilo que tive a oportunidade de ver as equipas também aproveitaram para se preparem da melhor maneira", rematou Bruno Lage.