Premium Benfica um a um em Setúbal: luz de Jonas para abrir o caminho

Benfica um a um em Setúbal: luz de Jonas para abrir o caminho
Paulo Nunes Teixeira

Tópicos

Confira a avaliação feita por O JOGO aos jogadores do Benfica no encontro com o Vitória de Setúbal, que as águias venceram por 1-0.

Vlachodimos 6

Tinha sido um mero espectador durante toda a partida, até à intervenção fantástica no final da mesma ao negar o golo a Cádiz.

André Almeida 5

Pese algumas dificuldades para se impor dadas as investidas de Mendy, o lateral-direito cumpriu, até evidenciando particular atenção, quando foi necessário fazer dobras.

Rúben Dias 6

Não se atemorizou perante a velocidade de Cádiz e ganhou diversos lances. Eficaz nos cortes, mostrou ainda acerto na construção de jogo atrás, com um par de aberturas para lançar ataques.

Jardel 6

É verdade que já não tem a mesma velocidade, mas conseguiu sempre compensar essa lacuna, reposicionando-se e levando a melhor em grande parte dos duelos.

Grimaldo 7

Sem receios de se aventurar pelo corredor canhoto, foi dos pés do lateral que nasceu o lance do primeiro golo. Aos 23", numa outra iniciativa individual, atirou ao lado com perigo. Aos 84", tirou o golo a Zequinha com um corte providencial.

Fejsa 6

Voltou ao onze depois do descanso na Taça da Liga e foi um elemento efetivo a varrer na sua área de jurisdição. Determinado em cada disputa, raramente perdeu bolas divididas.

Gedson 7

Pressionante, revelou inteligência e disponibilidade física para encher os espaços no miolo e não só. Soube defender e foi do menino o passe para Jonas inaugurar o marcador.

Pizzi 4

Com uma ou outra boa combinação, esteve apagado. Lento, faltou-lhe clarividência nos momentos de transição da equipa. Pouco fulgor.

Rafa 5

Pecou pelas oportunidades desperdiçadas. Retraído na fase inicial, começou a aparecer em zonas de finalização, mas nunca acertou com o alvo. Penalizado pela falta de eficácia flagrante aos 58" e 68", em que falhou chances de golo claras.

Zivkovic 6

Com grande toque de bola, tentou encontrar espaços na frente e aos 29" acertou no poste da baliza sadina. Com entrega, não se coibiu de defender e aos 36", em plena área encarnada recuperou uma bola que ia parar a Éber Bessa. No segundo tempo, aos 79", visou a baliza, mas Cristiano defendeu.

Gabriel 4

Entrou para refrescar o meio-campo e procurar dar maior ímpeto nas saídas para o ataque, algo que não conseguiu.

Seferovic 5

Rendeu o desgastado Jonas e foi um homem de choque na frente. Não teve bola.

Alfa Semedo -

Entrou nos descontos para ajudar a segurar o resultado.

A FIGURA

Jonas: 7

Marcou e até recuou e ajudou a defender

Mais uma vez, o Pistolas voltou a decidir uma partida para os encarnados. Numa noite em que trabalhou bastante até longe da área contrária, o camisola 10 deu a melhor sequência ao cruzamento de Gedson atirou para o fundo das redes de Cristiano. Foi o quarto jogo consecutivo do avançado brasileiro a marcar no campeonato e além do remate certeiro, ainda ofereceu dois golos e Rafa, que o extremo não concretizou. Além disso, em diversas ocasiões, Jonas recuou no terreno para pegar na bola e tentar construir e logrou apoiar nos processos defensivos. Incansáel, deixou o terreno esgotado.