Benfica terá pago 2,5 milhões ao Atlético por opção de compra de Lucas

Benfica terá pago 2,5 milhões ao Atlético por opção de compra de Lucas

Documentos foram revelados na Internet

O jornal As, em Espanha, faz notícia, esta segunda-feira, de um alegado contrato entre o Benfica e o Atlético Madrid com o clube da Luz a comprometer-se a pagar 2,5 milhões de euros por uma opção de compra de Lucas Hernandez, num documento datado de 14 de agosto de 2015.

O contrato, assinado por Luís Filipe Vieira e Miguel Angel Gil Marin, estabelecia o valor de venda nos 20 milhões de euros, caso o Benfica exercesse essa opção de compra entre 1 de junho de 2015 e 15 de maio de 2016, o que não veio a acontecer, tendo o clube da Luz perdido os 2,5 milhões de euros pagos inicialmente.

Nos mesmos documentos em que o As se baseia, é referida ainda uma dívida, por parte do Atlético, de 8,7 milhões de euros ao Benfica, presumivelmente da transferência de Gaitán do Benfica para Madrid, sendo que, neste último "Acordo de Extinção por Compensação de Créditos e Débitos Conjuntos", de 1 de agosto de 2016, considera-se "abatido" os 2,5 milhões que seriam pagos por Lucas, pelo que o Atlético passa a dever apenas 6,2 milhões de euros, a serem pagos em duas tranches: 3,3 milhões de euros em julho de 2017 e 2,9 milhões de euros, a 15 de julho de 2018.

Este último documento refere ainda uma outra Opção de Compra, por Borja Tomas, atualmente a jogar no Málaga, com o Benfica a comprometer-se a pagar 1,5 milhões de euros.