Benfica reage à decisão do tribunal: "A hora é da justiça"

Benfica reage à decisão do tribunal: "A hora é da justiça"

Tribunal do Juízo Central Cível do Porto decidiu levar o caso dos emails a julgamento.

O Benfica reagiu esta sexta-feira, através do boletim "News Benfica" à decisão do Tribunal do Juízo Central Cível do Porto de levar o processo sobre a divulgação dos emails a julgamento, depois de o clube da Luz e o FC Porto não terem chegado a acordo.

"O FC Porto irá sentar-se no banco dos réus na sequência do processo cível movido pelo Benfica pela divulgação criminosa da sua correspondência privada no Porto Canal. Em sede própria, o Sport Lisboa e Benfica e o Sport Lisboa e Benfica, SAD reclamam uma indemnização de 17.784.579,56 euros. Segue-se o julgamento e importa recordar que a este processo cível juntam-se outros processos interpostos contra o FCP no âmbito criminal. A hora é da justiça!", pode ler-se na newsletter das águias.

Em causa está uma queixa movida pelo Benfica ao FC Porto após a divulgação de emails no Porto Canal, que os encarnados consideraram danosa e para a qual reclamam uma indemnização superior a 17,7 milhões de euros.

O FC Porto avançou também com uma contravenção, pedindo uma indemnização cujo valor não foi divulgado.

Os dois clubes estiveram representados na audiência preliminar pelos advogados Gonçalo Malheiro (Benfica) e por Jorge Cernadas (FC Porto).

São réus neste processo a FC Porto SAD, a empresa Avenida dos Aliados, detentora do Porto Canal, estação de televisão onde foi feita a divulgação dos emails, bem como Francisco J. Marques, diretor de comunicação dos portistas, e o funcionário do canal Diogo Faria.