Benfica aumenta empréstimo obrigacionista de 25 para 40 milhões de euros

Benfica aumenta empréstimo obrigacionista de 25 para 40 milhões de euros

A SAD encarnada enviou um comunicado à CMVM

A SAD do Benfica comunicou esta terça-feira à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) uma adenda ao empréstimo obrigacionista "Benfica SAD 2019-2022", que havia sido lançado no passado mês de abril.

O montante do empréstimo a três anos sobe de 25 para 40 milhões de euros, com o Benfica a estimar um "encaixe líquido de 38.418.750 euros", de acordo com o comunicado enviado à CMVM.

A taxa de juro bruta anual é de 3,75% e a oferta visa agora a emissão de oito milhões de obrigações (em vez de cinco milhões), com um valor nominal de cinco euros.

Este empréstimo obrigacionista também contempla a possibilidade de os detentores de títulos da emissão operada em 2017 (termina em 2020) trocarem essas obrigações pelos novos títulos. Cada obrigação antiga equivale a uma obrigação do empréstimo atual, além de um prémio de 2,5 cêntimos por título.