Benfica anuncia queixa-crime e confirma investigação a "empresas terceiras"

Benfica anuncia queixa-crime e confirma investigação a "empresas terceiras"

Clube da Luz reagiu em comunicado às notícias que dão conta da realização de buscas por suspeitas de fraude fiscal e branqueamento de capitais.

O Benfica reagiu esta quarta-feira, através de comunicado, a notícia que revela a ocorrência de buscas no clube durante o dia de terça-feira, inicialmente adiantada pelo JN e, mais tarde, confirmada pela Procuradoria-Geral da República.

Na nota publicada no site oficial, o emblema encarnado nega as suspeitas de fraude fiscal e branqueamento, mas confirma a ocorrência de uma investigação a "empresas terceiras", que "prestam serviços" às águias.

O Benfica fala também numa "violação grosseira do segredo de justiça" e em "desvirtuação de factos", anunciando que vai avançar com uma queixa-crime no DCIAP, apelando à colaboração dos agentes de Polícia Judiciária e magistrados que participaram nas diligências.

Leia o comunicado do Benfica na íntegra:

"1. O Sport Lisboa e Benfica repudia com toda a veemência a notícia de hoje do Jornal de Notícias que afirma que o SLB foi investigado 'por suspeita de fraude fiscal e branqueamento'. Tal informação é falsa e carece de qualquer fundamento.

2. O Sport Lisboa e Benfica confirma que, no âmbito de uma investigação que envolve empresas terceiras, foi solicitada e recolhida informação junto dos serviços do Clube pelo facto de serem entidades que nos prestam serviços.

3. O Sport Lisboa e Benfica não pode deixar de realçar que mais uma vez funcionou uma ASSOCIAÇÃO CRIMINOSA, mais uma vez fomos levianamente difamados e mais uma vez assistimos a uma violação grosseira do segredo de justiça, desvirtuando factos e procurando centrar no SLB a investigação.

4. Tais factos não poderão deixar de ficar sem a devida perseguição criminal.

5. Por tais razões avançaremos com uma queixa-crime no DCIAP e requereremos que todos os Agentes da Polícia Judiciária e todos os Magistrados que intervieram nestas diligências colaborem connosco na descoberta da identidade destes criminosos por tendência".