Tribunal Arbitral dá razão ao Benfica e iliba Luís Bernardo e programa da BTV

Em causa um processo instaurado pelo Conselho de Disciplina

O Tribunal Arbitral do Desporto deu razão ao Benfica e anulou os castigos aplicados pelo Conselho de Disciplina da Federação ao Diretor de Comunicação do Benfica, Luís Bernardo, e ainda pelo programa "Chama Imensa", da BTV, apurou O JOGO.

O clube da Luz tinha sido condenado, em março deste ano, a pagar uma multa de 6120 euros na sequência de declarações proferidas no programa Chama Imensa da BTV, emitido a 20 de novembro de 2017. Já Luís Bernardo foi suspenso por 22 dias e condenado ao pagamento de uma multa de 1377 euros à conta de uma publicação na página do Twitter da Direção de Comunicação do Benfica, que lembrava a ligação do assessor do Sporting para a arbitragem, Hernâni Fernandes, a Hugo Miguel, árbitro do dérbi lisboeta de 3 de janeiro, do qual foi assistente.

Os castigos foram agora revogados.