"Gostava de ganhar uma Liga dos Campeões com o Benfica"

"Gostava de ganhar uma Liga dos Campeões com o Benfica"
Vítor Rodrigues

Tópicos

Rafael Brito foi um dos jovens da equipa B chamado por Bruno Lage para treinar com o plantel principal do Benfica após a paragem devido à pandemia. Em declarações ao canal oficial dos encarnados, o médio defensivo falou sobre as últimas semanas.

Como é estar ao lado dos ídolos?

"Senti-me uma criança, era algo que ambicionava há muito tempo, poder trabalhar com eles e também aprender é motivo de orgulho para mim."

Como encara a oportunidade que Bruno Lage lhe deu?

"Com confiança. O míster foi explícito quando nos disse que era para trabalharmos e aproveitarmos o momento. E é isso que estou a tentar fazer ao máximo."

Quem dá mais conselhos?

"Temos aqueles que vieram da formação, que já nos conhecem há mais algum tempo, como o Tomás e o Nuno Tavares, mas também me dou muito bem com o Vinícius, com quem já tinha uma ligação de fora."

Momento em que recebeu a notícia de reforçar o plantel principal: "Nesse momento, estava mesmo a falar sobre isso. Tínhamos recebido a mensagem que a equipa B infelizmente já não ia voltar aos trabalhos e pensei que só havia como opção a equipa A ou ficar em casa. Nesse dia, estava a tomar um café com os meus pais e ligaram-me a dizer que ia treinar e fiquei muito feliz.

O que mais o impressionou no contacto com os jogadores do plantel principal?

"É sobretudo o profissionalismo como encaram as coisas. São muito profissionais, sabem quando têm de brincar e quando têm de trabalhar. Sabem distinguir as coisas."

No treino há pormenores diferentes?

"Notei no ano passado quando passei dos juvenis para a equipa B que nem conseguia acompanhar o ritmo no início. Agora também senti que é tudo diferente, o toque de bola, a qualidade, tudo."

Quando joga na B contra jogadores mais velhos, eles tentam intimidar?

"Vivi muito tempo com avós, joguei sempre no bairro com pessoas mais velhas e aqui no Benfica isso também aconteceu. Consegui habituar-me e a ter confiança. Sinto-me tranquilo com isso."

Mentalidade certa para esperar ou querer tudo muito rápido?

"Sonho chegar equipa A, já estamos aqui, mas temos de ser humildes e perceber o contexto. Aqui é alto rendimento, estamos na fase final do campeonato, não podemos pensar em ter oportunidades a torto e a direito, além de que os 6 do plantel principal são de grande qualidade e eu tenho de perceber isso. E vou aprender muito com eles."

Posição mais confortável?

"Médio defensivo é onde sinto que consigo ser mais jogador. Um bom médio defensivo deve saber defender e em equipas grandes também atacar e levar a equipa para a frente. É isso que torna um médio defensivo diferente dos outros."

Algum que tente seguir como exemplo?

"Não me enquadro com um jogador só, tento tirar muitas coisas de alguns."

Chegou com 8 anos, qual é a principal meta para o futuro?

"Estrear-me pelo Benfica e ser campeão porque nunca fui ao Marquês, deve ser uma festa fora do normal. Gostava de ganhar uma Liga dos Campeões com o Benfica, deve ser uma coisa do outro mundo."