Ex-motorista de Vieira condenado a quase oito anos de prisão

Ex-motorista de Vieira condenado a quase oito anos de prisão

José Carriço, conhecido pela alcunha "Zé do Benfica", foi condenado esta terça-feira a uma pena de sete anos e oito meses de prisão pelos crimes de tráfico de estupefaciente e posse de arma ilegal.

O ex-motorista de Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, e ex-diretor do departamento de apoio aos jogadores do clube, detido pela PJ no âmbito da investigação chamada "Porta 18", foi condenado pelos crimes de tráfico de estupefacientes e posse de arma ilegal.

Os juízes do Tribunal de Santarém também condenaram José Seco, tido como fazendo parte da rede do "Porta 18", a sete anos de prisão. Carlos Pedro, o terceiro arguido foi sentenciado com quatro anos de cadeia efetiva.

Este processo foi desencadeado por uma investigação da Polícia Judiciária, a que foi dado o nome de "Porta 18", por ser esse o acesso do Estádio da Luz usado por alguns dos envolvidos nos contactos com o ex-dirigente encarnado. Carriço foi detido com uma mala com cerca de 9,5 quilos de cocaína, num carro do Benfica. Em tribunal, disse ter entrado no tráfico por estar a passar por dificuldades financeiras.