Eurodeputada Ana Gomes processada por Benfica e Luís Filipe Vieira

Eurodeputada Ana Gomes processada por Benfica e Luís Filipe Vieira

Em causa estão as declarações da eurodeputada, que considerou existir "um passado de delinquência ligado a Vieira" e defendido a atuação de Rui Pinto

O Benfica e Luís Filipe Vieira vão avançar com processos crimes e cíveis contra Ana Gomes devido à entrevista concedida pela eurodeputada ao jornal Record. Fonte oficial do Benfica confirmou a O JOGO as intenções do clube e do presidente encarnado, que pretendem fazer frente às "calúnias, falsas declarações e difamação" de Ana Gomes.

A eurodeputada, questionada acerca do processo E-toupeira, afirmou existir "todo um passado de delinquência ligado a Vieira". "Sabemos que o dirigente máximo do clube [Luís Filipe Vieira] está referenciado em várias listas de grandes devedores do país por vários empréstimos não pagos. Há todo um passado de delinquência ligado a essa pessoa", considerou.

Ana Gomes saiu também em defesa de Rui Pinto, pirata informático que vai aguardar julgamento em Portugal em prisão preventiva. Na perspetiva da eurodeputada, o português "tem razão para temer pela sua vida". "As autoridades portuguesas têm obrigação de garantir a sua segurança", afirmou.

Na entrevista, Ana Gomes comparou também os processos E-toupeira e Apito Dourado. "Não é estranho que crimes graves de uma série de pessoas, como o corruptor de um funcionário judicial envolvido que tinha passwords de magistrados para ir ver processos para o dito clube, não ser acusada, estando ela ao corrente?", questionou. "Há aqui qualquer coisa de muito alarmante dos níveis de intimidação que explicam que certos setores dentro do sistema policial e judicial não atuem como era suposto exigir-se que atuassem".