E-Toupeira: Hugo Gil diz que defende o Benfica a título gratuito

E-Toupeira: Hugo Gil diz que defende o Benfica a título gratuito
Vítor Rodrigues

Tópicos

Hugo Gil, conhecido blogger pró-Benfica, foi ouvido esta quarta-feira, no julgamento do processo e-Toupeira.

Hugo Gil, conhecido blogger pró-Benfica, foi também ouvido de manhã, no Campus da Justiça, no julgamento do caso e-Toupeira, e apresentou-se como analista e criador de conteúdos.

Foi confrontado com uma mensagem que enviou a Paulo Gonçalves para saber do que se tratava um processo no qual era arguido por difamação e garantiu que Paulo Gonçalves não lhe respondeu. Disse que escrevia nas redes sociais em defesa do Benfica, mas que quem lhe pagava era a sua empresa.

"Não ganhava nada através do clube. Ainda faço esse trabalho mas gratuitamente", disse Hugo Gil, indicando que foi Luís Bernardo, à data diretor de comunicação do Benfica, quem negociou a sua entrada na empresa que "também gere a imagem de Sérgio Conceição".

As restantes testemunhas da manhã foram confrontadas com a oferta de bilhetes por parte do arguido José Augusto Silva e da origem dos ingressos, tendo sido resposta habitual que desconheciam a procedência embora confirmando essas ofertas.

Pelo meio, ficou a saber-se que os jogadores Svilar, ainda do Benfica, e Samaris, que já deixou a Luz, vão ser chamados a testemunhar a propósito da oferta de camisolas documentada nos autos.

Paulo Gonçalves é o único arguido presente no Campus da Justiça.