"É mais fácil candidatarmo-nos à presidência da República do que à do Benfica"

"É mais fácil candidatarmo-nos à presidência da República do que à do Benfica"
Miguel Gouveia Pereira

Tópicos

O empresário apresentou esta quinta-feira a sua candidatura à presidência do Benfica, mas, por ainda não ter 25 anos de sócio, não sabe se será aceite.

Bruno Costa Carvalho formalizou esta quinta-feira, no Museu Cosme Damião, a sua candidatura à presidência do Benfica.

Contudo, o empresário portuense não sabe se esta será aceite, dado que, de acordo com os estatutos, tem de ter 25 anos de sócio e só tem 18.

"Foi feito um pedido de verificação à mesa de Assembleia Geral e apresentei argumentos válidos. Estou confiante de que a candidatura vai ser aceite, mas sabemos que é mais fácil candidatarmo-nos à presidência da República do que à liderança do Benfica", criticou o candidato, que pondera um plano B, caso a lista seja rejeitada.

"É uma questão que temos de avaliar. Esta não é uma lista de egos. O mais importante do que eu ser candidato é a apresentação de um projeto. Mas sabemos pode ter uma projeção diferente se a lista for liderada por alguém que já anda nisto há muitos anos", afiançou.

Sobre o projeto apresentado, Bruno Costa Carvalho tem como objetivo "tornar o Benfica num superclube europeu" e quer que o clube tenha uma projeção internacional para conquistar adeptos em outros mercados, como Ásia, Médio Oriente e América do Sul.