Dyego Sousa na rota do Benfica: os milhões do negócio e outro jogador envolvido

Dyego Sousa na rota do Benfica: os milhões do negócio e outro jogador envolvido
Vítor Rodrigues

Tópicos

Luís Filipe Vieira e António Salvador abordaram recentemente negócio que poderá levar o dianteiro para a Luz.

O futuro de Dyego Sousa, goleador do Braga, poderá passar pelo ingresso no Benfica, um quadro que já recebeu umas pinceladas num passado recente mas que poderá agora levar os retoques finais. Aliás, e segundo O JOGO apurou, os líderes dos dois emblemas, António Salvador e Luís Filipe Vieira, apesar de um esfriar de relações entretanto solucionado, conversaram sobre o avançado luso-brasileiro e já existe um esboço de negócio, que envolve muitos milhões e ainda um jogador a seguir em sentido contrário.

Segundo apurámos, a transferência do avançado de 29 anos poderá avançar mediante o pagamento de 15 milhões de euros pelos encarnados aos bracarenses, montante que António Salvador estipulou como valor mínimo para avançar com negociações e que Luís Filipe Vieira tentará encurtar. Além da bolsa de milhões, o negócio poderá ser concluído com a inclusão do passe de um jogador das águias, estando Yuri Ribeiro no topo das conversas, principalmente porque o Braga procura um lateral-esquerdo para a nova temporada, dado que o emprestado Ailton não irá ficar, sobrando Sequeira.

Refira-se que esta não é a primeira vez que o Benfica coloca os olhos em Dyego Sousa, jogador que renovou em março até junho de 2022, dias antes da sua primeira chamada à Seleção Nacional. Em janeiro, Luís Filipe Vieira tentou contratar o jogador que apontou 19 golos esta temporada, tendo oferecido 12,5 milhões de euros. António Salvador rejeitou a proposta, numa altura em que tinha outra, de 15 milhões e ainda o passe do extremo Gil Dias, do Mónaco. Os franceses, porém, mudaram de técnico e de política desportiva, tendo cancelado a oferta, além de o líder bracarense também não querer desfalcar a equipa quando esta se assumia como candidata ao título. Agora, todos os dados apontam para outro desfecho, sendo certo que, a nível interno, o Benfica por agora corre sozinho, não estando em curso negociações, por exemplo, com o FC Porto.