Derrota com o Gil Vicente acentua época penosa: o pior Benfica de Jesus

Derrota com o Gil Vicente acentua época penosa: o pior Benfica de Jesus
Miguel Araújo

Tópicos

Quique Flores, em 2008/09, foi o último a somar tão poucos pontos (52 para os atuais 57) à 27.ª jornada.

A derrota caseira diante do Gil Vicente acentuou a época penosa dos encarnados no campeonato, sendo preciso recuar à temporada 2008/09 para encontrar pior registo pontual com 27 partidas disputadas: então liderado pelo espanhol Quique Flores, o Benfica amealhava 52 pontos, contra os 57 contabilizados nesta edição da Liga NOS sob as ordens de Jorge Jesus, que tinha como anterior máximo negativo os 58 de 2010/11.

De lá para cá, nunca as águias somaram tão poucos pontos, sendo que este registo leva a que o conjunto liderado por Jorge Jesus esteja agora a 12 pontos do líder Sporting, isto quando faltam disputar, para encarnados e leões, apenas 21, face aos sete jogos que estão pela frente. E o cenário pode complicar-se em caso de triunfo este domingo do FC Porto, o que poderá deixar o segundo lugar, de acesso direto à Liga dos Campeões, a seis pontos - levando a que o Benfica deixe de depender de si próprio, pois ainda vai receber os dragões na Luz.

Em contraponto com as águias está o Gil Vicente, que chegou aos 31 pontos nesta fase do certame e atingiu o melhor desempenho nas últimas nove edições da prova, segundo o Playmakerstats, sendo que a equipa de Ricardo Soares leva três vitórias consecutivas fora na Liga NOS, tendo ontem também atingido o terceiro triunfo na Luz (em Barcelos o máximo são duas vitórias seguidas).

O segundo desaire no ninho da águia esta época, após a derrota frente ao Braga, a última equipa a marcar dois golos na Luz em 2020/21, interrompeu a sequência de oito jogos consecutivos sem consentir qualquer golo nas provas internas e elevou a perda de pontos em casa para dez - além dos desaires mencionados, houve empates com Nacional e V. Guimarães, juntando aos 14 que ficaram nas deslocações.