Chegada de novo guarda-redes põe Varela na porta de saída

Chegada de novo guarda-redes põe Varela na porta de saída
Rui Miguel Gomes e Marco Gonçalves

Tópicos

Contratação de Odiseas Vlachodimos pode ficar fechada nas próximas horas, pois os clubes já trocam documentação

Odiseas Vlachodimos, guarda-redes do Panathinaikos, está a um pequeno passo de se tornar o primeiro reforço do Benfica para janeiro. Segundo O JOGO apurou, os dois clubes já chegaram a um entendimento para a transferência, que se deverá concretizar por cerca de 1,3 milhões de euros, e tudo poderá ficar fechado já nas próximas horas, até porque Benfica e Panathinaikos estão já a trocar a documentação necessária para que o processo seja finalizado, seguindo-se então a realização dos exames médicos por parte do guardião e a assinatura do contrato. A duração do vínculo de Vlachodimos será de quatro anos e meio, com o jovem atleta a assinar até ao final de 2022, tornando-se assim mais um concorrente à titularidade na baliza da equipa de Rui Vitória.

A aposta dos gestores do futebol encarnado na contratação do internacional sub-21 alemão, titular indiscutível no Panathinaikos, com o qual tem contrato até 2019, deverá fazer de Bruno Varela a primeira vítima do arranque complicado de temporada do tetracampeão nacional. Isto porque o plantel de Rui Vitória conta já com quatro guardiões (Bruno Varela, Júlio César, Svilar e Paulo Lopes), obrigando a pelo menos uma saída neste sector na próxima reabertura do mercado de transferências. E apesar de ter começado a época como titular, beneficiando da lesão de Júlio César, Bruno Varela perdeu entretanto espaço nas contas do treinador, passando numa primeira fase para o banco de suplentes e vendo-se agora, como sucedeu diante do Marítimo, excluído dos 18 nomes da ficha de jogo. Dessa forma, o camisola 30, que voltou esta época à Luz, pode ver novamente aberta a porta de saída.

Negociado já nos últimos dias do mercado no último verão - o acordo entre os clubes previa o pagamento de dois milhões de euros e ainda o empréstimo de Ola John, mas, aproveitando também as dificuldades financeiras do clube helénico, o líder das águias conseguiu baixar entretanto o valor a pagar -, Vlachodimos vê agora avançar definitivamente a sua mudança para o Benfica, onde terá à sua espera um ordenado limpo de 400 mil euros por ano. Seduzido pela proposta e pelo projeto desportivo, o guardião é encarado na Luz como uma opção imediata para o plantel, mas também numa perspetiva a longo prazo, pois Luís Filipe Vieira e seus pares apostam na sua valorização, pensando já num forte encaixe financeiro com a sua venda no futuro.

À espera de que o processo seja finalizado, o guardião joga ainda à defesa sobre o Benfica, desvalorizando, à Imprensa grega, a transferência. "Não há nada de novo. Apenas tento ajudar a equipa e procuro fazer o meu melhor", disse, após o triunfo do Panathinaikos por 2-0 ante o Giannina.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.