Cardozo sob fogo cruzado

Marco Gonçalves

Tópicos

Alvo de muitas críticas, promete não renunciar à seleção. Sobre o interesse do Barça, joga à defesa, lembrando o contrato com o Benfica.

A vida de Cardozo no Paraguai não está fácil. O avançado continua sem marcar golos pela sua seleção e voltam a chover críticas dos adeptos paraguaios, "insatisfeitos pela diferença de rendimento e de golos de Tacuara entre o Benfica e o Paraguai", como explica a O JOGO Edgar Cantero, jornalista da radio Monumental 1080 AM, do Paraguai. E apesar de voltar a ser contestado e até assobiado, o ponta de lança não coloca a hipótese de abandonar a seleção. "Claro que vou continuar. Sinto-me bem. Tenho 30 anos, não é por isso que vou renunciar à seleção. Quero vestir a camisola do meu país", esclareceu ontem, à partida para Lisboa e questionado precisamente pela falta de empatia que mantém com os adeptos.

Leia a notícia completa no e-paper ou na edição impressa de O JOGO