Benfica tem direito de preferência sobre ações de Luís Filipe Vieira

Benfica tem direito de preferência sobre ações de Luís Filipe Vieira
Redação com Lusa

Tópicos

Situação esclarecida pelo comunicado enviado à CMVM.

No mesmo comunicado em que a SAD do Benfica revela que Luís Filipe Vieira tem um prazo de 30 dias para cessar funções no Conselho Administrativo da sociedade anónima, salvo se as medidas de coação aplicadas pelo juiz Carlos Alexandre se alterem, as águias explicam também que o presidente suspenso concedeu ao clube "um direito de preferência na aquisição" das ações que detém, correspondentes a 3,28 por cento do capital social da SAD.

"Adicionalmente, esclarece-se que, através de uma carta com data de 11 de setembro de 2020, o Sr. Luís Filipe Vieira, titular ações representativas de 3,28% do capital social da Benfica SAD cujos inerentes direitos de voto são imputáveis ao Sport Lisboa e Benfica, concedeu ao Sport Lisboa e Benfica um direito de preferência na aquisição daquelas ações caso decida transmiti-las a terceiro", pode ler-se no comunicado.

Nesta mesma comunicação ao mercado, a SAD do Benfica solicita a aprovação de uma adenda ao prospeto referente ao empréstimo obrigacionista aprovado a 1 de julho, tendo ainda decidido estender o período de revogação de ordens até ao último dia da oferta, 23 de julho.