Benfica recebe já 4,5 milhões de euros por Gedson: confira os pormenores

Benfica recebe já 4,5 milhões de euros por Gedson: confira os pormenores
Vítor Rodrigues

Tópicos

Spurs pagam no imediato o valor estipulado na taxa de empréstimo, sendo que o mesmo será descontado nos 50 milhões de euros da opção de compra, caso a mesma seja acionada dentro de ano e meio.

Como era esperado, Gedson Fernandes já não treinou na segunda-feira no Seixal. O médio viajou para Londres, cumpriu os imprescindíveis exames médicos e nas próximas horas será oficializado como novo reforço do Tottenham.

Sem espaço no plantel, o clube da Luz entendeu que o empréstimo do jogador era a melhor solução. West Ham, Everton e Chelsea chegaram a ser possibilidades, mas Gedson acabou por rumar aos spurs, orientados por José Mourinho.

Neste negócio, válido por ano e meio e com opção de compra facultativa, o Benfica encaixa já 4,5 milhões de euros relativos à taxa de cedência e caso o Tottenham pretenda continuar a contar com o atleta, mas a título definitivo, terá de pagar 50 milhões de euros. Nesse cenário, o montante pago no imediato é descontado posteriormente, como também se verificou na transação de Raúl Jiménez para o Wolverhampton. Para o negócio ser concretizado foi necessário o envolvimento do empresário Jorge Mendes, que agilizou o processo entre os dois emblemas.

Em vésperas do jogo com o Middlesbrough, encontro de repetição referente à Taça de Inglaterra, José Mourinho foi questionado acerca da chegada de Gedson, mas o treinador português jogou à defesa. "Estou mais preocupado com o Middlesbrough do que com o mercado", afirmou Mourinho, recusando falar sobre o potencial do internacional português. "Não posso responder, porque não sei se será contratado. É jogador do Benfica e creio que os meus amigos presidente e treinador do Benfica não ficariam satisfeitos se eu falasse sobre jogadores deles", comentou.

Esta época, Gedson foi apenas utilizado por Bruno Lage em 13 desafios, sete dos quais na condição de titular. Com várias opções para o miolo do terreno, o jogador de 21 anos foi aposta também no lado direito do meio-campo, algo que Bruno Lage já tinha feito na época passada. O último desafio realizado por Gedson aconteceu a 4 de janeiro, no recinto do Vitória de Guimarães. O médio foi lançado aos 90'.