Benfica oferece 18 milhões por avançado brasileiro ao gosto de Jesus

Benfica oferece 18 milhões por avançado brasileiro ao gosto de Jesus
Sérgio André

Tópicos

Proposta encarnada fica muito aquém dos desejos do Grémio, que pretende entre 25 e 30 milhões de euros pelo atacante, mas as águias oferecem 18 m€ por Everton

Everton, avançado do Grémio, também conhecido no meio futebolístico por Cebolinha, é nesta altura a prioridade do Benfica para fortalecer o ataque. Jorge Jesus considera-o o jogador mais desequilibrador a jogar atualmente no Brasil e tem insistido com Luís Filipe Vieira para que feche este dossiê rapidamente, até porque há outros interessados no internacional brasileiro e o Grémio, como todos, irá vendê-lo pela melhor oferta.

Ao que O JOGO apurou, as águias avançaram com 18 milhões de euros para tentar convencer o emblema brasileiro a libertar o craque, mas a resposta foi negativa, porque o clube entende que Cebolinha vale entre 25 e 30 milhões de euros. Além disso, e tendo por base o valor que o Benfica pagou por Pedrinho (20 milhões de euros) consideram a oferta completamente desajustada. Everton está num patamar superior ao do ex-Corinthians; trata-se de um jogador que é internacional brasileiro.

É ponto assente, no entanto, que a proposta irá subir nos próximos dias. Vieira e Jesus não estão interessados em protelar por muito mais tempo a situação e vão "forçar" dentro de pouco tempo um entendimento.

Cebolinha tem feito a carreira toda no Grémio, apresentado números interessantes para quem não é a principal referência do ataque. Na última temporada esteve em 57 jogos e marcou 20 golos e há dois anos, em 51 jogos, apontou 19 golos.

Jesus, no comando técnico do Flamengo, defrontou-o e nunca escondeu o fascínio pelas suas qualidades, tendo mesmo dito numa entrevista que se tratava de um jogador de elevada qualidade técnica e que estava muitos furos acima de Pedrinho.

Everton é apenas um de muitos reforços que o Benfica tenta garantir nesta fase para prepará-los para o arranque da temporada 2020/21, que começa com os jogos de acesso à Champions.