"Benfica não pode sujeitar-se à gestão de pessoas que cometam atos menos lícitos"

"Benfica não pode sujeitar-se à gestão de pessoas que cometam atos menos lícitos"
Marco Gonçalves

Tópicos

Em declarações a O JOGO, Gaspar Ramos considera que ainda é cedo para declarar Paulo Gonçalves culpado, mas reitera a necessidade de "salvaguardar a imagem" do Benfica para o futuro.

Paulo Gonçalves foi detido na manhã desta terça-feira por suspeitas de corrupção ativa na Justiça e, em declarações a O JOGO, Gaspar Ramos reagiu à ação da Polícia Judiciária, alertando para a necessidade de "salvaguardar a imagem do Benfica".

"Sempre disse que era preciso investigar este caso até às últimas consequências. E os responsáveis têm de ser penalizados, até para salvaguarda da imagem do Benfica, que é um grande clube, e tem de ter uma gestão clara. Não pode estar sujeito à gestão de pessoas que cometam atos menos lícitos e que possam colocar em causa o clube. Não estou a dizer que Paulo Gonçalves seja culpado, nem sei se nesta altura a própria polícia o saberá com certeza. Tudo tem de ser investigado e se houver responsáveis que sejam penalizados, em salvaguarda da imagem e grandeza do Benfica para o futuro", afiançou o antigo dirigente das águias, que considera que a detenção do assessor jurídico da SAD encarnada "pode ou não" colocar em causa a gestão de Luís Filipe Vieira.

"Poderá ou não [colocar em causa], mas Paulo Gonçalves pode ter agido de modo próprio. Pode ter tentado colher elementos que favorecessem a sua estratégia, até agora não sabemos nada de concreto", acrescentou Gaspar Ramos, que reprovou a abordagem do FC Porto às denúncias do caso dos emails:

"Atitude perfeitamente condenável. Recordo-me do que aconteceu no meu tempo, denunciei muita coisa que o FC Porto fazia, mas nas instâncias próprias. Era isso que o FC Porto devia fazer. Se tinha factos concretos apresentava-os nas instâncias próprias, porque esta atitude do FC Porto pôs em causa o futebol nacional, estas coisas não se fazem assim", rematou o ex-dirigente do Benfica.