Benfica: João Mário joga mais do que nunca

Benfica: João Mário joga mais do que nunca
Marco Gonçalves | Pedro Miguel Azevedo

Tópicos

Nem em 2015/16, temporada que propulsionou o internacional português para o Inter, também às ordens e de Jorge Jesus, o camisola 20 teve um papel tão grande na equipa, então o Sporting, como agora

A primeira fase da época de 2021/22 vincou João Mário como jogador indispensável para Jorge Jesus, tendo o internacional português sido utilizado como nunca até agora, pelo menos desde 2014/15, quando se assumiu como habitual titular pela formação sénior do Sporting. Na atual temporada, a primeira com a camisola do Benfica, João Mário alinhou 2082 minutos, nada mais nada menos do que 73,8 por cento dos 2820 possíveis até agora.

Este registo de utilização é, assim, o mais elevado da carreira sénior de João Mário mesmo quando comparado com aquela que pode ser vista como a temporada de "confirmação", antes de rumar ao Inter: em 2015/16, também às ordens de Jesus mas no Sporting, o médio alinhou em 70 por cento dos minutos possíveis até final de dezembro.

E, no que a rendimento ofensivo direto diz respeito, o agora camisola 20 das águias também esteve em menor evidência do que no presente: na altura e em igual período fizera um golo e duas assistências, agora dobra os tentos e soma cinco passes fatais. Aliás, em assistências, João supera mesmo o seu melhor desempenho até final de um ano civil, ele que em 2016/17 e 2014/15, se ficara pelas quatro.

Ainda em relação ao tempo de utilização, mas comparando com a época passada em Alvalade, sempre numa análise circunscrita a período homólogo, João Mário arrancou jogando apenas 54,9 por cento do tempo que poderia ter disputado. Em 2019/20, na cedência ao Lokomotiv Moscovo, ficou-se pelos 59,9%.

Esta temporada João Mário foi titular em 25 dos 28 jogos que as águias disputaram. Apenas foi suplente utilizado contra o Gil Vicente (Liga), Trofense (Taça de Portugal) e Vitória de Guimarães (Taça da Liga).