Benfica interessado em médio francês, campeão do Mundo em 2018

Benfica interessado em médio francês, campeão do Mundo em 2018
Vítor Rodrigues

Tópicos

Encarnados já procuraram informações sobre o médio-defensivo junto da Roma, que o pode deixar sair livre.

O interesse é real. Steven Nzonzi, segundo O JOGO apurou, está na lista de jogadores que o Benfica planeia contratar para a próxima temporada, embora isso esteja longe de se afigurar como um processo simples ou até com elevada probabilidade de vir a acontecer.

Ainda assim, o médio-defensivo francês de 32 anos é visto por Jorge Jesus como um elemento que pode dar músculo ao miolo da equipa e nem sequer colide com... Weigl.

Os responsáveis encarnados já se informaram junto da Roma e do jogador. Por um lado, José Mourinho, o novo técnico da formação italiana, não conta com o médio e está Tiago Pinto, atual diretor desportivo dos romanos e ex-diretor-geral das águias, a tentar encontrar solução para o francês que, nas duas últimas épocas, foi cedido a Galatasaray e Rennes.

Contratado em 2018/19 ao Sevilha por... 26 milhões de euros, o médio não rendeu e, a um ano de terminar contrato, está na lista de dispensas. Aliás, libertá-lo significa uma poupança para a Roma na ordem dos seis milhões de euros, daí a decisão de permitir que o jogador deixe o plantel praticamente sem custos.

Os seis milhões de euros referem-se ao salário a pagar a Nzonzi, que leva para casa três milhões livres de impostos. Luís Filipe Vieira e Rui Costa já o sabem, informaram-se também sobre esta parte do eventual negócio, confirmando assim que está muito acima do teto salarial do Benfica, em torno dos dois milhões. Daí que, avançando para a sua contratação, tentarão que o médio aceite um corte significativo, compensando com mais anos de contrato. O problema neste particular é que há vários clubes interessados e com capacidade para pagar a verba total.

Presidente e vice-presidente das águias têm todos os dados em cima da mesa sobre o processo e Jorge Jesus também já terá concordado com o benefício da contratação de Nzonzi, um médio mais de recuperação de bola, forte no desarme e nas bolas aéreas e com grande eficácia no passe, procurando jogar quase sempre ao primeiro toque. Não tem saída de bola como, por exemplo, Taarabt, mas é uma solução que o técnico tem em vista para juntar a Weigl. Segundo apurámos, Jesus acredita que o alemão pode dar mais ao jogo da equipa ofensivamente e, em parceria com o francês, poderiam blindar o meio-campo. Em paralelo, e mesmo pretendendo mantê-lo no plantel, o jogador da Roma - campeão do Mundo por França em 2018 - poderia compensar uma saída de Weigl, apenas admitida por verbas acima dos 30 milhões de euros.