Weigl na porta de saída do Benfica

Weigl entre Chiquinho e Yaremchuk

 foto Filipe Amorim / Global Imagens

Weigl na porta de saída depois de cair nas opções de Roger Schmidt

Com a chegada do compatriota Roger Schmidt ao Benfica, Weigl foi perdendo espaço de manobra, jogando menos do que esperaria e quase sempre posto em segundo plano.

Titular no primeiro jogo da pré-época, com o Reading, depressa se viu ultrapassado por Florentino no resto dos jogos de preparação, sendo suplente utilizado nos embates com Fulham, Girona e Newcastle.

Já no arranque das partidas a sério, ficou no banco contra o Midtjylland e recebeu apenas 26 minutos, no arranque da liga, frente ao Arouca.

Tanto Florentino como Enzo Fernández, ambos caras novas em relação a 2021/22, ultrapassaram de forma clara Weigl que, agora, olha para a porta de saída.