Silas comenta pela primeira vez saída do Belenenses

Silas comenta pela primeira vez saída do Belenenses

Treinador diz que "nem todos os 600 dias" em que esteve no clube "foram bons".

Silas comentou, esta terça-feira, pela primeira vez, a sua saída do comando técnico do Belenenses. "Foram quase 600 dias, nos quais nem todos foram bons, mas no futebol como na vida, o importante é aprender e evoluir com os erros, com as situações negativas, e guardar sobretudo os bons momentos", escreveu o técnico de 43 anos na sua conta do Instagram. "Sabia que iria voltar, só não achei que fosse tão cedo". Começo o fim desta etapa ao recordar uma frase que disse quando fui apresentado como treinador do Belenenses. Desde este momento até ao dia de hoje muito aconteceu, muita emoção vivi, muito trabalho fizemos, sempre com grande orgulho", apontou nas primeiras linhas de um longo testemunho.

"Conseguimos pontuar contra todas as equipas do campeonato (exceto o Sporting) tendo inclusive vencido jogos aos ditos grandes; ficámos no lote dos melhores registos de pontos do milénio; alcançámos o recorde de oito jogos sem perder (campeonato); construímos e alimentámos o sonho de alcançar um lugar nas competições europeias, entre muitas outras conquistas alcançadas. Ainda sobre os jogadores, quero acrescentar a grande satisfação que foi aquilo que para mim é muito importante no trabalho de um treinador: ter contribuído para que muitos dessem verdadeiros passos em frente nas suas carreiras", sublinhou o treinador que foi substituído por Pedro Ribeiro, que era responsável pelos sub-23.

"Os quase 600 dias à frente do Belenenses (SAD) fizeram de nós a equipa técnica com mais tempo de trabalho com esta administração e isso leva-me a um sentido agradecimento a Rui Pedro Soares, pela aposta que fez em mim e pela oportunidade que me deu. Para o futuro, como já foi dito publicamente pela administração e pelo atual treinador, nós não tivemos participação na construção da equipa e como tal tudo o que venha a acontecer, seja positivo ou menos positivo, não será da nossa responsabilidade. Desejo as maiores felicidades", adiantou.
Silas fez "agradecimentos muito especiais": "A todo o staff, que nos ajudaram mesmo muito e em especial ao diretor geral Zé Luís que foi um grande apoio, sem ele tudo de bom que fizemos não seria possível. Por fim, agradeço também a todos os colegas e ao mesmo tempo adversários que vários elogios fizeram, e claro a todos, sem exceção, os adeptos que nos apoiaram nesta etapa", concluiu.