"Não consigo fazer futurologia. Em maio fazemos contas"

"Não consigo fazer futurologia. Em maio fazemos contas"
Redação com Lusa

Tópicos

Declarações de Franclim Carvalho, treinador do Belenenses, em conferencia de Imprensa de antevisão ao jogo com o Vizela (sábado, 18h00)

O treinador do Belenenses, Franclim Carvalho, disse esta sexta-feira que sente o grupo "muito confiante e focado" para conquistar a pontuação necessária para a manutenção nos cinco derradeiros encontros da I Liga.

"Sinto o grupo muito confiante, focado no que tem de fazer e com os laços reforçados. São pontos a que damos muita importância. Têm-se comportado cada vez mais como um grupo e isso reflete-se nos jogos, na entreajuda que têm tido", afirmou o treinador.

Em conferência de imprensa de antevisão à receção ao Vizela, da 30.ª ronda da prova, Franclim Carvalho salientou que a prioridade dos "azuis" assenta em exclusivo nos seus jogos, recusando olhar para o que os adversários diretos fazem na reta final da I Liga.

"Não consigo fazer futurologia. Se somarmos os 15 pontos [que restam], acredito que conseguiremos a permanência. Precisamos de pontos, não interessa pensar quantos. Em maio, fazemos contas. O jogo mais importante é o de amanhã [sábado]", sublinhou.

O lateral Diogo Calila e o avançado Chico Teixeira são "baixas" nos lisboetas, por lesão - o primeiro também está castigado -, o que obriga a mexidas no quarteto defensivo do Belenenses SAD, onde Franclim Carvalho apenas confirmou a titularidade de Carraça.

"Na jornada anterior, não tínhamos ninguém de fora por castigo ou lesionado, nesta temos o Calila. Não adianta andar a gerir, pois os jogos são todos importantes para nós neste momento e os jogadores também", frisou, sobre os atletas em risco de exclusão.

O conimbricense realçou que procura dar a mesma confiança a todo o plantel e que os jogos que faltam terão de ser disputados "de igual forma", apesar de as características dos mesmos poderem obrigar "a uma postura mais conservadora ou de risco", referiu.

"[Vizela] É uma equipa com muita qualidade e forte na frente. Têm muitas soluções para todas as posições e o que reflete isso são as diferentes alterações que o Vizela faz e mantém a sua toada. Tem uma ideia de jogo bem definida. Esperamos um Vizela igual a si próprio, com intensidade e sempre "ligado à ficha" até ao minuto 90", disse.

O Belenenses, 18.º e último classificado na I Liga, com 21 pontos, recebe no sábado o Vizela, 13.º, com 29, em partida da 30.ª ronda, no Estádio Nacional, em Oeiras, a partir das 18h00, com arbitragem de Nuno Almeida, da Associação de Futebol do Algarve.