"No empate fica aquela sensação de que estivemos ali 90 minutos para nada..."

 foto Octavio Passos/Global Imagens

Silas, treinador do Belenenses, fez a antevisão do encontro frente ao FC Porto, da segunda jornada da Liga, agendado para domingo (18h30).

Preferia estar a falar no Restelo: "Sem dúvida que preferia estar a falar no Restelo [em vez do Jamor], mas neste momento o que é que vou fazer? Pensar nisso em vez do jogo? Os treinadores não desligam nem por um segundo, estamos sempre a pensar em futebol, precisava de dias com 48 horas, vou pensar nisso para quê?

André Santos [reforço]: "Traz-nos capacidade na condução de bola, qualidade de passe, capacidade de se associar com os outros médios, condição física, traz-nos muita coisa. Mas não quer dizer que jogue sempre ou que jogue já, ainda tem de trabalhar muito, esteve parado algum tempo. Mas traz-nos muita coisa, não o fomos buscar só para preencher uma vaga".

Jogar para a vitória frente ao FC Porto: "Nós queremos jogar para ganhar. No empate fica aquela sensação que tivemos ali 90 minutos para nada. Claro que prefiro empatar do que perder, mas vamos jogar para ganhar".

Aspetos a melhorar: "Precisávamos de ter mais controlo do jogo principalmente a ganhar, houve erros de posicionamento, de controlo, coisas pequenas que no fim fazem a diferença. Não se pode ter e perder a bola. Não podemos permitir que o FC Porto tenha tantas oportunidades porque eles têm muita qualidade, e para eles não terem tantas oportunidades é preciso ter a bola".