Gonçalo Silva: entrega digna de um capitão

Gonçalo Silva: entrega digna de um capitão

18 figuras emblemáticas dos 18 clubes da I Liga elegeram as figuras de 2017. Até ao final do ano e no dia de ano novo, O JOGO revela-lhe os eleitos de cada uma das equipas. José Nuno Azevedo elege o do Braga.

A cumprir a terceira época no Belenenses, Gonçalo Silva está a tornar-se num dos símbolos do clube. Essa é opinião de Tuck, antigo médio que representou a formação do Restelo entre 1998 e 2005. "Tem estado em ótima forma e, desde que chegou ao clube, tem evoluído imenso, tendo inclusive chegado a capitão. Além da qualidade de jogo que imprime, é sempre muito equilibrado na forma de atuar", considera.

O atual treinador do Camacha, da Série B do Campeonato de Portugal, foi capitão do conjunto belenense e vê no central a pessoa indicada para envergar a braçadeira. "Pela forma como se entrega em campo nota-se que é um jogador empenhado e com equilíbrio emocional", disse Tuck, um admirador de Gonçalo Silva. O jogador, 26 anos, é totalista do conjunto de Domingos no campeonato e soma, ainda, um jogo na Taça de Portugal e dois na Taça da Liga. Chegou ao Restelo em 2015, proveniente do Braga, e tem cinco golos marcados em 71 partidas sendo que, logo na primeira época, marcou três golos.