Belenenses desmente versão dos protestos transmitida à Imprensa

Belenenses desmente versão dos protestos transmitida à Imprensa

Em declaração veiculada nas redes sociais, Patrick Morais de Carvalho, presidente do Clube de Futebol "Os Belenenses", defende que a comunicação social foi mal informada relativamente aos protestos que um grupo de adeptos levou a cabo à porta do Estádio do Restelo, após a realização do Belenenses - Paços de Ferreira (1-2).

O dirigente reconhece o direito ao protesto por parte dos adeptos, mas nunca de forma violenta. Ao mesmo tempo, pede que a contestação dos sócios não os distraia da AG desta terça-feira, expressando ainda a vontade de voltar a ter a seu cargo a gestão da principal equipa de futebol do clube, atualmente a cargo da SAD.

Este domingo, recorde-se, os adeptos do Belenenses contestaram a SAD e os futebolistas que compõem o plantel, obrigando a um reforço policial no Estádio do Restelo, onde os "azuis" foram derrotados pelo Paços de Ferreira (1-2).

Eis a mensagem partilhada pelo presidente do clube:

"O que se passou, e que é bem distante da versão alternativa transmitida à imprensa, deve ser lamentado, fere a História quase centenária do CFB e ofende os sócios e adeptos a quem deve ser reconhecido o direito ao protesto desde que esses protestos não envolvam violência.

Aliás, compreendo a contestação dos adeptos, algo absolutamente natural num Emblema com a grandeza e o palmarés do Belenenses.Mas quero alertar a massa associativa de que não devemos aceitar, nem permitir, que os acontecimentos de ontem desviem a atenção da Assembleia Geral da SAD que se realiza amanhã e onde irão ser apreciadas, discutidas e votadas as contas do atual Conselho de Administração da SAD referentes ao exercício de 2015/16.


E quero, mais uma vez, reiterar que estamos a trabalhar diariamente e de forma determinada para que seja reconhecido judicialmente ao CFB o direito de recuperar para o seu seio o futebol profissional, porque só dessa forma poderemos ter um Belenenses diferente, consentâneo com a ambição dos associados que é também a minha ambição. É esse o nosso foco e é esse o nosso compromisso."