A emocionante mensagem de Afonso Taira, ex-Belenenses: "Quero que toda a gente saiba..."

Agora ao serviço do Casa Pia, Afonso Taira deixou rasgados elogios aos nove jogadores que no sábado representaram o Belenenses frente ao Benfica.

Afonso Taira, antigo jogador do Belenenses - ainda iniciou a época no emblema da Liga Bwin -, agora ao serviço do Casa Pia, deixou uma emocionante mensagem aos nove jogadores que no sábado representaram o clube frente ao Benfica, jogo a contar para a 12.ª jornada da Liga Bwin, marcado por muita polémica e que viria a terminar pouco depois do início da segunda parte, com um 0-7 no marcador e com o Belenenses a não ter o número suficiente de jogadores para continuar com o jogo.

"Nem quero imaginar a quantidade de informação, opinião, consequência e repercussão que este momento vai trazer ao futebol português. Esse não é o meu papel com esta publicação. Nem tão pouco vou fazer uma publicação a preto e branco, por uma razão muito simples: estes nove jogadores que estiveram em campo não podem ser eclipsados de forma nenhuma. Foram, com toda a certeza, os 45 minutos mais difíceis das suas vidas profissionais, e de tudo lhes deve ter passado pela cabeça", começou por escrever, deixando depois muitos elogios a cada um.

"Vou agora falar diretamente para eles, afinal de contas partilhei balneário e quatro linhas com cada um. Admiro-vos. A vossa compostura e valentia, vocês estiveram vulneráveis de uma forma sem precedentes. Eu quero que toda a gente saiba que estes 45 minutos são uma prova do vosso profissionalismo, que para mim e qualquer outra pessoa que ande no futebol merece créditos infinitos. Também quero que saibam que sofri convosco. Acredito não ter sido o único, ainda assim, sofri. Também quero que saibam que apesar do futebol ser importante ao ponto de seguir em frente após o dia de hoje, eu não me vou esquecer de vos ter visto a sacrificarem-se. Espero que quem vos viu hoje, também não se esqueça", acrescentou Taira, concluindo de seguida:

"Não posso de forma nenhuma dizer que hoje fez de vocês melhores futebolistas, melhores profissionais ou melhores pessoas, mas posso sim dizer que merecem o respeito e o reconhecimento do valor da vossa presença em campo hoje por parte de todos os que vos rodeiam. Hoje, foram dignos apesar de terem vivido uma situação indigna. Amanhã é outro dia."