José Mota fala em"força interior" na hora de antecipar deslocação a Braga

.

 foto Fábio Poço/Global Imagens

O Aves defronta o Braga, em jogo da terceira jornada do campeonato

Antevisão ao Braga: "Vai ser um adversário difícil, que tem muita força, sobretudo nos jogos em casa, que vem de um resultado menos positivo e, mediante as circunstâncias do último jogo, com certeza preparado para tentar regressar às vitórias. A nós compete-nos respeitar, perceber a força desse adversário e perceber que também temos muito a dar para este jogo. Poderá e deverá ser um bom espetáculo. Ambas as equipas têm qualidade para isso mesmo. A questão do resultado, sabemos que o adversário tem sido muito forte em casa, mas, também temos as nossas chances. Vamos lá para disputarmos o jogo e com a ambição de trazermos um bom resultado".

Resposta do Braga ao empate com o Santa Clara: "O pensamento do Braga e dos seus profissionais é só um: é que chegue rapidamente o próximo adversário para demonstrarem o seu poderio, a sua força, que estão ambiciosos para o campeonato. Embora venham de dois resultados menos positivos, para a Liga Europa e com o Santa Clara, há uma evidente força interior para defrontar o próximo adversário, fazer um bom jogo e ter uma boa vitória. Temos de contrariar tudo isso, toda essa determinação, sermos nós também fortes e determinados, com uma concentração muito grande em todos os minutos de jogo, porque esta é uma equipa que consegue, rapidamente, criar perigo na baliza do adversário. Penso que é das equipas com mais objetividade, em termos de futebol ofensivo, que temos no nosso campeonato. Mediante estes valores e esta qualidade do adversário, temos de ser uma equipa muito organizada, muito tranquila e, fundamentalmente, também uma equipa que tem a ambição da baliza. Se o fizermos, com certeza vamos criar muitas dificuldades ao futebol ofensivo e a toda a ambição que o adversário tem".

Contrariedades: "Rodrigo tem um estiramento na zona interior do joelho, em princípio não recuperará. Falcão continua de fora, por castigo".