"Processos de jogadores sinalizados no SEF decorrem normalmente"

"Processos de jogadores sinalizados no SEF decorrem normalmente"

O Arouca garantiu que os processos de legalização dos seus jogadores estão a decorrer "dentro dos prazos"

Um elemento da Direção do Arouca confirmou à agência Lusa a visita do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) e garantiu que os atletas estão a respeitar as exigências desportivas e legais impostas.

"Os jogadores não foram notificados. Eles estão sinalizados no SEF porque os processos estão a decorrer, dentro dos prazos, tal como acontece sempre", começou por dizer.

"A documentação foi entregue no SEF e estamos a aguardar a marcação das entrevistas para depois o organismo emitir a autorização de residência. Mas estes são processos que levam tempo e que não dependem exclusivamente do Arouca. Dependem igualmente da disponibilidade do SEF para agendar as entrevistas", fez saber o mesmo responsável.

Os jogadores cujo processo aguarda conclusão são o paraguaio Walter González, os brasileiros Bruno Lopes e Vitor Costa e ainda dois atletas dos juniores, Alseny Soumah e Morlaye Sylla, de 18 anos e oriundos da Guiné Conacri. Com estes, garantem há já apresentações agendadas.

Em nota tornada pública na quinta-feira, o SEF divulgou ter feito, na última semana, diligências em clubes na zona centro do país, que abrangeram quarenta clubes e associações desportivas, entre estes, o Arouca.

"Dezasseis indivíduos foram notificados para abandonar o país no prazo de vinte dias. Os restantes indivíduos em situação irregular foram notificados para comparência no SEF, uma vez que poderão reunir condições para requerer a regularização da respetiva permanência em solo português", lê-se no comunicado do SEF.