Armando Evangelista precisa de jogadores "para todos os setores"

Armando Evangelista precisa de jogadores "para todos os setores"

Treinador que vai orientar a equipa pela terceira época consecutiva pretende fazer uma

No arranque da nova época, com a realização dos exames médicos em S. João da Madeira, Armando Evangelista, treinador que vai orientar o Arouca pela terceira época consecutiva, reconheceu a necessidade de reforçar o plantel em todos os setores.

Setores para reforçar
"Todos. Face aos reforços que foram surgindo, contratámos um central, mantivemos o Esgaio, estamos à procura de um lateral-esquerdo, já contratámos um médio, um jogador para a frente... será importante acrescentar a todas as posições."

Ataque ao mercado mais cedo
"Existem algumas mudanças. No ano passado recordo que fomos à segunda semana para estágio e com um grupo reduzido. Hoje, no arranque, o grupo é maior do que o que foi para estágio na época passada. Isso é fruto do tempo que tivemos. No ano anterior com o jogo do play-off tivemos um tempo curto para planificar e contratar, este ano as coisas têm sido diferentes. Temos feito as coisas com mais calma e mais critério."

Possível saída de André Silva
"Preocupa, mas nada para que não estejamos preparados. O mercado é isto mesmo. Vai até ao final, não termina hoje. Hoje começam os trabalhos, mas o mercado continua. Sabemos que, face ao que o André produziu, temos sempre esse risco. Mas estamos posicionados para colmatar essas saídas."

Limite de André Silva
"O André ainda tem muito para crescer. O André tem, nesta posição atual em que ele joga, tem dois anos. Ainda é jovem e tem muito para crescer nessa posição."Pela sua capacidade de trabalho e de aprendizagem terá condições para fazer mais."

Orgulho de continuar pelo terceiro ano
"Disse-o no final da época passada e se o disse foi de forma sentida e depois de conseguir os objetivos a que nos propusemos. Se hoje aqui estou, é óbvio que estou satisfeito. No futebol atual não é fácil um treinador entrar numa terceira época consecutiva no mesmo clube. É sinal de que estamos a fazer algo de positivo. Daí também o meu orgulho."

Palavra de ordem
"Não é diferente da do ano passado. Os objetivos do Arouca continuam iguais, com umas diferenças pelo meio. Se o ano passado tivemos uma época sofrida, é verdade, este ano vamos procurar fazer as coisas de forma a sofrer menos. Procurar ter uma época mais estável e que nos permita por vezes olhar de outra forma para os jogos."

Mais confiante
"Otimista, claro que sim. No ano passado também, mas estava ciente do que tinha para a frente. Este ano também, mas tenho a consciência de que esta época, este período, deu-nos outro tipo de abrangência para olhar para o mercado que na época passada não tivemos. Estou mais tranquilo em relação a este período de férias."

Reeleição de Carlos Pinho como presidente
"Falei com ele no dia da reeleição. Sabemos que foi o Carlos Pinho que alavancou o Arouca e que o Arouca tudo deve ao Carlos Pinho. Só isso descreve a importância que têm para o clube e para o Município. Clube e Município têm de andar de mãos dadas. E o Carlos Pinho tem sido uma pedra no crescimento do clube e do Município em si."