Uma verdadeira lição de... "viveza"

Uma verdadeira lição de... "viveza"

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Filipe Alexandre Dias

UM LIVRO POR DIA - "And Still Ricky Villa", de Ricardo Villa

Ricardo Villa será sempre lembrado por aquele épico golo pelo Tottenham ao Manchester City em Wembley, na finalíssima da Taça de Inglaterra, mas resumir o atleta e o homem a esse momento, por muito grande que seja, é passar ao lado de toda uma aventura que o próprio conta neste livro.

"And still Ricky Villa" tem no título o trecho da narração do tal golo em defesa dos spurs, mas poucos se lembram que Villa era um campeão do mundo que abandonara a vida pacata e rural em Roque Pérez, no interior da província de Buenos Aires, onde jogava com amigos e ouvia relatos do seu adorado San Lorenzo. Fez-se profissional e pioneiro, com Ardilles.

No livro, Villa explica o que é "viveza", que em português equivale a "ratice", a latina relação flexível com as regras para ter vantagem. Foi o que valeu a Ricky. Graças à "viveza", vingou no duro futebol argentino dos anos 1970; ficou à frente de Maradona nos eleitos para o Mundial"1978; integrou-se no Tottenham sem saber falar inglês; foi herói no campo e suportou como pôde a Guerra das Malvinas entre Argentina e Inglaterra, que o tornou traidor na sua pátria que o adorava e inimigo no país que antes o recebera com entusiasmo.

Villa conta como foi ser campeão do mundo numa Argentina consumida por uma sanguinolenta ditadura. Fala da alegria da liberdade e da paz de espírito que encontra em Roque Pérez, onde voltou para criar gado, comer "asados" (churrascos argentinos) e acompanhar à distância o seu San Lorenzo, pelo qual nunca jogou.