TVI reage à suspeita de que iria dispensar Pedro Lima

TVI reage à suspeita de que iria dispensar Pedro Lima
Redação

Após as declarações do primo do ator, que apontavam no sentido de que a estação de televisão estaria a tentar terminar a ligação com Pedro Lima, o diretor de Programas, Nuno Santos, reagiu

Pedro Lima foi na manhã deste sábado encontrado sem vida na Praia do Abano, no Guincho. O conhecido ator tinha 49 anos. Um dia depois, a TVI, estação de televisão com a qual Pedro Lima tinha contrato - estava a participar, aliás, nas gravações de uma telenovela - reagiu, às suspeitas de que iria dispensar Pedro Lima, assim que terminasse o contrato com o ator.

Após as declarações do primo do ator, que apontavam no sentido de que a estação de televisão estaria a tentar terminar a ligação com Pedro Lima, o diretor de Programas, Nuno Santos, reagiu. Na TVI estamos todos em choque com a morte prematura do Pedro Lima e, por todas as razões, devemos à família respeito e recato. É assim que nos temos comportado e é assim que nos comportaremos", começou por afirmar o diretor, em comunicado, antes de revelar que Pedro Lima tinha renovado contrato de exclusividade com a estação, "que acabava em 2021, há um mês".

"O Pedro Lima estava em plena gravação da novela "Amar Demais", onde integrava o elenco principal desta produção a estrear ainda este ano. O Pedro Lima tinha sido convidado a semana passada para integrar, em representação da Media Capital, o júri dos Emmys. É um desafio que lançamos aos nossos atores mais próximos e a quem reconhecemos qualidades para tal", prosseguiu, citado pela N-TV.

"Nunca vale tudo e, certamente, lançar ou alimentar comportamentos demagógicos não é apenas desadequado. É inaceitável. O Pedro e a sua família merecem mais", disse ainda Nuno Santos.