Jovem de 16 anos baleado à porta de escola em Loures: "Arremessaram garrafas e utilizaram uma arma de fogo"

Jovem de 16 anos baleado à porta de escola em Loures: "Arremessaram garrafas e utilizaram uma arma de fogo"
Lusa

O Hospital Beatriz Ângelo adiantou que o jovem deu entrada na urgência pediátrica com ferimentos "num membro" e que se encontra "estável", não correndo "qualquer risco de vida".

Um jovem, de 16 anos, ficou ferido na sequência de disparos que ocorreram à porta de uma escola secundária do concelho de Loures, efetuados por um grupo de cerca de 10 adolescentes, disse fonte da PSP.

Em declarações à Lusa, o comissário Artur Serafim, do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP (Cometlis), adiantou que o incidente ocorreu quando um grupo composto por uma dezena de jovens tentou forçar a entrada na Escola Secundária José Cardoso Pires, na localidade de Santo António dos Cavaleiros.

"Estava a decorrer um convívio no interior da escola e estes jovens, que não pertenciam à escola, tentaram entrar, mas foram impedidos. Então, começaram a arremessar garrafas e utilizaram uma arma de fogo", relatou.

Na sequência dos disparos, um dos elementos do grupo viria a ser ferido e teve de ser transportado para o Hospital de Loures (Beatriz Ângelo), no distrito de Lisboa.

Artur Serafim referiu ainda que os autores dos disparos fugiram e que a PSP se encontra no local "a fazer perícias para os identificar".

O Hospital Beatriz Ângelo adiantou que o jovem deu entrada na urgência pediátrica com ferimentos "num membro" e que se encontra "estável", não correndo "qualquer risco de vida".

A mesma fonte acrescentou ainda que o jovem será sujeito a uma intervenção cirúrgica para limpeza de tecidos.