Um português entre as vítimas mortais das explosões no Sri Lanka

Um português entre as vítimas mortais das explosões no Sri Lanka

Português tinha 30 anos, revelou a cônsul Preenie Pine, em Colombo.

A cônsul de Portugal em Colombo, Preenie Pine, disse este domingo à Lusa que existe um português entre as vítimas mortais das explosões que ocorreram em três igrejas e três hotéis no Sri Lanla.

A cônsul avançou que entre as vítimas está "um jovem português, com idade que ronda os 30 anos", que se encontrava num dos hotéis atingidos por uma das seis explosões que ocorreram esta manhã no Sri Lanka.

De acordo com a cônsul há mais portugueses no país, mas "estão todos bem", acrescentando que está a dar apoio à mulher da vítima.

"É um dia muito triste, estamos chocados", adiantou.

A capital, Colombo, foi alvo de, pelo menos, quatro explosões, em três hotéis de luxo e uma igreja. Duas outras igrejas foram também alvo de explosões, uma em Negombo, a norte da capital e onde há uma forte presença católica, e outra ao leste do país.

As explosões ocorreram "quase em simultâneo", pelas 8h45 (3h15 em Portugal), de acordo com fontes policiais citadas por agências internacionais. Os atentados não foram ainda reivindicados.

O último balanço aponta que, pelo menos, 156 pessoas - entre as quais nove estrangeiros, sendo um o português - morreram após uma série de explosões.