António Costa desentende-se com idoso em plena campanha

António Costa desentende-se com idoso em plena campanha

Incidente ocorreu quando um homem abordou o secretário-geral do PS para o criticar "por ter gozado merecidas férias enquanto morriam pessoas" nos incêndios.

O PS juntou esta sexta-feira muita gente na descida do Chiado, em Lisboa, numa ação marcada por um incidente de António Costa com um homem que o acusou de ter metido férias durante o incêndio de Pedrógão Grande. O incidente ocorreu já no final da arruada, por baixo das arcadas da Praça do Comércio, quando um homem abordou o secretário-geral do PS para o criticar "por ter gozado merecidas férias enquanto morriam pessoas" nos incêndios.

"No dia 18 de junho eu estava lá. Mentiroso provocador, o senhor não estava lá no dia 18 [de junho de 2017]", respondeu António Costa, visivelmente exaltado, momentos antes de partir para o Porto, de comboio, onde esta noite encerra a campanha eleitoral do PS.

O incêndio que deflagrou há dois anos em Pedrógão Grande e que alastrou a concelhos vizinhos provocou a morte de 66 pessoas e 253 feridos, sete dos quais graves, e destruiu cerca de meio milhar de casas e 50 empresas.

Mais de dois terços das vítimas mortais (47 pessoas) seguiam em viaturas e ficaram cercadas pelas chamas na Estrada Nacional 236-1, entre Castanheira de Pera e Figueiró dos Vinhos, no interior norte do distrito de Leiria, ou em acessos àquela via.