Aníbal Pinto chora com depoimento da filha em tribunal: "Vivi um conto de fadas"

Aníbal Pinto chora com depoimento da filha em tribunal: "Vivi um conto de fadas"
Rodrigo Cortez

Filha adotiva do advogado - que é arguido no processo Football Leaks - prestou depoimento em tribunal esta quinta-feira.

A 35.ª sessão do julgamento do processo Football Leaks, esta quinta-feira, ficou marcada pelo depoimento emocionado de Cátia Pinto, filha adotiva de Aníbal Pinto, arguido no processo e ex-advogado de Rui Pinto, criador da plataforma.

Quando a também advogada e testemunha do causídico falava, este emocionou-se. "Vivo com ele desde os 9 anos. Cresci com ele. O meu pai ajudou a minha mãe e o marido, oferecendo uma casa e ajudando-os a sair das drogas. É o meu pai, nunca conheci outro e tenho amor incondicional por ele. Vivi um conto de fadas quando vim para casa do meu pai, proporcionou-me tudo aquilo que os meus irmãos têm e, às vezes, até mais. Somos cinco filhos", começou por referir Cátia, prosseguindo:

"Disse-me para ser honesta e pautar-me pelos princípios da verdade, enquanto advogada. Éramos cinco filhos a viver só com ele, sozinho, vinha da universidade, ainda tomava conta de nós e de manhã levava-nos à escola. Ainda não tinha esposa na altura. Futebol? Até nos rimos em casa, o meu pai nunca percebeu muito de futebol, via com o meu irmão por ser fanático. O meu pai via, mas não apreciava muito. O meu pai nem o nome dos jogadores sabia", rematou Cátia Pinto.

Também Sofia Gandra, advogada estagiária e esposa de Aníbal Pinto, foi ouvida como testemunha esta terça-feira:

"[Aníbal Pinto] É um excelente profissional, está bem inserido na sociedade, trabalha. Como empresário, cria postos de trabalho, sim. Tem trabalhadores dependentes dele. (...) Às vezes, digo-lhe para não se levar só pelo coração. Tenta sempre ajudar as pessoas. É um bom coração e já chegou a prejudicar-se para ajudar outras pessoas", assinalou.

Aníbal Pinto é, a par de Rui Pinto, um dos arguidos do processo Football Leaks.