Autárquicas'2021: os resultados e as principais reações

.

 foto LUSA

Acompanhe os principais resultados das eleições autárquicas.

PORTO

Rui Moreira recebido com aplausos. "Os portuenses não desiludem", disse o presidente da Câmara do Porto, reeleito este domingo.

"O partido que mais ganhou foi o Porto. O Porto vai continuar a ser forte e independente, com caráter granítico, que nunca esquece o seu papel na História de Portugal", continuou.

O autarca ainda não sabe o resultado final, mas sublinhou que a vitória "foi a vontade do Porto". "Saberemos interpretar a vontade dos portuenses e tenho plena convicção neste projeto político independente", afirmou.

PORTO

Eventual perda de maioria absoluta de Rui Moreira no Porto

LISBOA

Fernando Medina: "É o povo que define quem governa, mas a democracia faz-se também pelos gestos de concessão. Foi um privilégio servir esta cidade durante seis anos. Por um voto se ganha, por um voto se perde. Perdi estas eleições".

ÉVORA

Tal como em 2017, a CDU voltou a ganhar a câmara municipal de Évora, mantendo assim um dos bastiões comunistas, desta feita com uma diferença de cerca de 200 votos, relativamente ao PS.

LISBOA

Fernando Medina assume que perdeu as eleições para a Câmara Municipal de Lisboa e felicita Carlos Moedas pela vitória.

LISBOA

Ao que tudo indica Carlos Moedas será o próximo presidente da Câmara de Lisboa por uma diferença na ordem dos 1400 votos.

MAIA

Das 10 freguesias do concelho da Maia, a coligação PSD/CDS venceu nove. António Silva Tiago, o presidente reeleito, viu reforçada a votação, relativamente a 2017, na Assembleia Municipal e nas juntas de freguesia.

AVEIRO

A coligação PSD/CDS-PP/PPM venceu as eleições autárquicas de domingo em Aveiro e reelegeu José Ribau Esteves como presidente da Câmara, apurados os resultados das 10 freguesias, segundo dados provisórios do Ministério da Administração Interna.

OEIRAS

O candidato independente Isaltino Morais foi reeleito presidente da Câmara Municipal de Oeiras nas eleições autárquicas de domingo

PORTO

A recontagem de votos na União de Freguesias de Lordelo do Ouro e Massarelos e do Centro Histórico está a atrasar a divulgação dos resultados no Porto. Está ainda a ser apurado o motivo desta recontagem.

LISBOA

Fernando Medina prepara-se para assumir a derrota em Lisboa. Carlos Moedas será o próxima presidente da Câmara de Lisboa.

MATOSINHOS

Luísa Salgueiro reeleita. Socialistas com perspectiva mínima de seis em onze vereadores e à beira do sétimo. PSD, António Parada, CDU e Bloco de Esquerda repartirão quatro ou cinco vagas.

PSD

O líder do PSD, Rui Rio, já fez o balanço da noite eleitoral, deixando uma palavra de agradecimento aos candidatos, que lutaram, "com sinceridade" pelas suas terras. "O PSD teve um resultado excelente nestas eleições", frisou.

O partido, acrescenta, queria aumentar o número de votos, de eleitos e de presidentes de câmara. "Conseguimos tudo isso contra as sondagens e contra muitos comentadores que andaram largos meses a dizer que o PSD ganharia uma ou duas câmaras e nada mais que isso".

"Era tempo de acabarmos com as sondagens", defendeu. "Ganhámos 31 novos presidentes de câmara contra 15 que perdemos, até ao momento. É melhor do que em 2017 e 2013".

Além disso, destaca a situação do Porto. "Contra todas as sondagens, tudo a leva crer que Rui Moreira perdeu a maioria absoluta e tudo leva a crer que o PSD sobe fortemente".

Rio frisa igualmente que, neste contexto, o partido tem tudo lançado para poder ganhar as eleições de 2023, uma vez que "ficou provado que o povo português prefere um discurso sincero do que rajadas de promessas".

AVEIRO

A coligação PSD/CDS-PP/PPM venceu as eleições autárquicas de domingo em Aveiro e reelegeu José Ribau Esteves como presidente da Câmara, apurados os resultados das 10 freguesias, segundo dados provisórios do Ministério da Administração Interna.

VILA VIÇOSA

A coligação PSD/CDS-PP/MPT/PPM conquistou à CDU a Câmara de Vila Viçosa, distrito de Évora, quando estão apurados os resultados nas quatro freguesias do concelho, segundo os dados do Ministério da Administração Interna.

CARTAXO

PSD venceu com maioria absoluta a Câmara do Cartaxo, no distrito de Santarém, segundo dados provisórios do Ministério da Administração Interna, depois de apurados os resultados nas suas seis freguesias.

MORA

O PS ganhou com maioria absoluta as eleições autárquicas em Mora (Évora), uma câmara que até hoje sempre foi da CDU, quando estão apurados os resultados das quatro freguesias, segundo dados provisórios do Ministério da Administração Interna.

MANTEIGAS

O movimento independente Manteigas 2030, liderado por Flávio Massano, conquistou ao PS a Câmara de Manteigas (distrito da Guarda), quando estão apurados os resultados nas quatro freguesias, segundo os dados provisórios do Ministério da Administração Interna.

O movimento Manteigas 2030 teve 34,14% dos votos (dois mandatos). O anterior presidente da Câmara de Manteigas, Esmeraldo Carvalhinho (PS), conquistou outros dois lugares, com 28,11% dos votos.

VISEU

Fernando Ruas (PSD) volta a ser o presidente da Câmara de Viseu

VILA NOVA DE POIARES

Pelo terceiro ano seguido, o PS vence a Câmara Municipal de Vila Nova de Poiares, com a reeleição de João Miguel Henriques.

CONDEIXA-A-NOVA

Nuno Moita (PS) foi reeleito presidente da Câmara Municipal de Condeixa-a-Nova.

BARCELOS

Mário Constantino (PSD) é o novo presidente da Câmara de Barcelos. O candidato da coligação Barcelos Mais Futuro já assumiu a vitória, embora não haja resultados oficiais.

Doze anos depois, o Partido Socialista deixa a câmara, sendo a segunda derrota se Horácio Barra enquanto candidato (já havia perdido em 2005).

SANTA MARIA DA FEIRA

Emidio Sousa (PSD) mantém-se como presidente de Câmara Municipal da Feira, naquele que será o seu último mandato, e conquista mais uma, a terceira, maioria absoluta.

MADEIRA

O líder do PSD/Madeira disse hoje que o partido conseguiu atingir os seus objetivos e obteve "uma grande vitória" no Funchal, reconquistando o principal município da região à coligação liderada pelo PS e vencendo em seis dos 11 concelhos madeirenses.

"O PSD conseguiu os objetivos propostos para estas eleições", afirmou Miguel Albuquerque, salientando que o partido conseguiu "vencer a maioria das câmaras municipais da região": Funchal, Porto Santo, Calheta, Câmara de Lobos, Ribeira Brava e São Vicente.

TÁBUA

O Partido Socialista venceu a Câmara Municipal de Tábua. Ricardo Cruz foi eleito pela primeira vez.

ALPIARÇA

O PS conquistou hoje à CDU a Câmara Municipal de Alpiarça, distrito de Santarém, quando estão apurados os resultados na única freguesia do concelho, segundo os dados do Ministério da Administração Interna.

MORTÁGUA

O PS venceu as eleições para a Câmara de Mortágua (distrito de Viseu), com maioria absoluta, conquistando a presidência ao PSD, que não apresentou candidato, segundo os dados provisórios do Ministério da Administração Interna.

SERTÃ

O PS venceu as eleições autárquicas de hoje na Sertã, distrito de Castelo Branco, uma câmara que pertencia ao PSD, quando estão apurados os resultados das 10 freguesias, segundo dados provisórios do Ministério da Administração Interna.

ALTER DO CHÃO

coligação PSD/CDS-PP conquistou ao PS a Câmara de Alter do Chão, distrito de Portalegre, quando estão apurados os resultados nas quatro freguesias do concelho, segundo os dados do Ministério da Administração Interna.

Depois do PSD/CDS-PP, que obteve 43,79% dos votos e elegeu Francisco Miranda, o segundo mais votado é o PS, com 39,85%, e o terceiro é o PCP-PEV, com 7,16% dos votos.

SANTA CRUZ DA GRACIOSA

O candidato do PSD/CDS-PP/PPM, António Reis, venceu com maioria absoluta a Câmara de Santa Cruz da Graciosa, nos Açores quando estão apurados os resultados nas suas quatro freguesias, segundo os dados provisórios do Ministério da Administração Interna.

Assim, de acordo com os dados daquele ministério, a coligação PSD/CDS-PP/PPM obteve 57,21% dos votos e o PS 38,66%. Nas últimas autárquicas, em 2017, o PS obteve 49,29% dos votos (três mandatos) e o PSD 46,84% (dois mandatos) na eleição para o município de Santa Cruz da Graciosa, que é liderado há três mandatos pelo socialista Manuel Avelar Santos.

REGUENGOS DE MONSARAZ

PSD venceu as eleições autárquicas em Reguengos de Monsaraz, Évora, conquistando a câmara ao PS com maioria absoluta, segundo os dados do Ministério da Administração Interna.

Apurados os resultados das quatro freguesias do concelho, o PSD, cuja lista era encabeçada por Marta Prates, obteve 48,62% dos votos e três mandatos. O PS ficou em segundo lugar, com 35,21% e dois mandtos segundo mais votado é o PS, com 35,21%, e o terceiro é o PCP-PEV, com 6,90% dos votos.

GÓIS

O PSD venceu a Câmara Municipal de Góis, com a eleição de António Sampaio. Em segundo lugar ficou uma lista independente, encabeçada por José Alberto Rodrigues, enquanto o PS (que liderou a Câmara nos últimos anos) ficou em terceiro lugar.

VILA NOVA DE CERVEIRA

O PS venceu as eleições autárquicas de hoje em Vila Nova de Cerveira, distrito de Viana do Castelo, quando estão apurados os resultados nas 11 freguesias do concelho, segundo os dados do Ministério da Administração Interna.

Depois do PS, que obteve 50,83% dos votos e elegeu Rui Teixeira como presidente da Câmara, o segundo mais votado é o Pence, com 41,18%, e o terceiro é o Chega, com 2,65% dos votos. Nas autárquicas de 2017, o concelho de Vila Nova de Cerveira foi conquistado pelo movimento independente PenCe -- Pensar Cerveira.

SINES

O PS voltou a vencer a Câmara Municipal de Sines. O autarca socialista Nuno Mascarenhas revalidou o mandato, mas o PS perdeu um vereador.

SOURE

Mário Jorge Nunes (PS) foi reeleito para um terceiro mandato na Câmara Municipal de Soure. Os socialistas conseguem eleger quatro vereadores, enquanto o PSD elegeu três.

Resumo até ao momento do Grande Porto

Gondomar: PS

Matosinhos: PS

Valongo: PS

Vila Nova de Gaia: PS

São João da Madeira: PS

Espinho: PS (era PSD)

Póvoa de Varzim: PSD

Porto: Rui Moreira

VALENÇA

O PS conquistou hoje ao PSD a Câmara Municipal de Valença, quando estão apurados os resultados nas 11 freguesias do concelho, segundo os dados do Ministério da Administração Interna.

Depois do PS, que obteve 40,01% e elegeu José Manuel Carpinteira como Presidente da Câmara, o segundo mais votado é o PSD, com 28,16%, e o terceiro é o movimento JMFV, com 20,40% dos votos. Nas eleições autárquicas de 2017, o PSD ganhou a liderança da autarquia de Valença.

BARRANCOS

A CDU (PCP-PEV) venceu as eleições autárquicas de hoje em Barrancos, com 46,5% dos votos, conquistando a presidência da autarquia ao PS, que obteve 34,8%, segundo os dados do Ministério da Administração Interna.

A coligação PCP/PEV obteve 46,5% dos votos e dois mandatos no concelho, que tem apenas uma freguesia. O PS ficou em segundo lugar com 34,80% dos votos e também dois mandatos, e a coligação PSD/CDS-PP atingiu 15,50% dos votos e um mandato. O cabeça de lista da CDU à câmara de Barrancos, que conquistou a presidência, é Leonel Rodrigues. O atual presidente, do PS, é João Serranito Nunes.

LOUSÃ

O PS volta a conquistar a Câmara Municipal da Lousã, com a reeleição de Luís Antunes.

Os socialistas conseguiram 52,94% dos votos, elegendo quatro vereadores. O PSD elegeu três elementos para a Câmara Municipal.

PENACOVA

O PSD venceu a Câmara Municipal de Penacova, que tinha maioria PS desde 2009.

Álvaro Coimbra é o novo presidente eleito da autarquia do distrito de Coimbra, derrotando Pedro Coimbra.

VIZELA

O PS conquistou hoje ao movimento Vizela Sempre a liderança da Câmara Municipal de Vizela, distrito de Braga, quando estão apurados os resultados nas cinco freguesias do concelho, segundo os dados do Ministério da Administração Interna.

Depois do PS, que obteve 74,09% dos votos e elegeu Vítor Hugo Salgado, o segundo mais votado é a coligação PSD/CDS-PP, com 17,78%, e o terceiro é o Chega, com 1,81% dos votos.

MÊDA

A coligação PSD/CDS-PP venceu com maioria absoluta as eleições autárquicas de hoje em Mêda, no distrito da Guarda, quando estão apurados os resultados nas suas 11 freguesias, segundo os dados provisórios do Ministério da Administração Interna (MAI).

De acordo com o MAI, o candidato do PSD/CDS-PP, João Mourato, obteve 49,78% dos votos, seguido do atual presidente, Anselmo Sousa, que se recandidatou pelo PS, com 44,27%, e de Manuel André (PCP-PEV), com 1,13% dos votos. O município de Mêda é presidido pelo socialista Anselmo Sousa desde 2013.

SÃO VICENTE

A coligação PSD/CDS-PP conquistou hoje ao movimento Unidos Por São Vicente a Câmara Municipal de São Vicente, na Madeira, quando estão apurados os resultados nas três freguesias, segundo os dados do Ministério da Administração Interna.

Depois do PSD/CDS-PP, que obteve com 70,48% dos votos e elegeu José António Garcês como presidente da Câmara, o segundo mais votado é a Iniciativa Liberal, com 12,40%, e o terceiro é o PS, com 9,30% dos votos. No atual mandato, a Câmara de São Vicente é liderada pelo movimento Unidos Por São Vicente.

OLIVEIRA DE FRADES

A coligação PSD/CDS-PP venceu as eleições autárquicas de hoje em Oliveira de Frades, a única câmara liderada pelo Nós, Cidadãos!, quando estão apuradas as oito freguesias do concelho, segundo dados provisórios do Ministério da Administração Interna.

Esta era a única câmara do país liderada pelo Nós, Cidadãos!, na sequência das eleições autárquicas de 2017.

NELAS

A coligação PSD/CDS-PP conquistou hoje ao PS a liderança da Câmara Municipal de Nelas, distrito de Viseu, quando estão apurados os resultados nas sete freguesias do concelho, segundo os dados do Ministério da Administração Interna.

Depois do PSD/CDS-PP, que obteve 52,25% dos votos e elegeu Joaquim Amaral como presidente da Câmara, o segundo mais votado é o PS, com 39,45%, e o terceiro é o PCP-PEV, com 3,43% dos votos.

Nas eleições de 2017, a Câmara de Nelas foi conquistada pelo Partido Socialista.

MONDIM DE BASTO

PSD venceu as eleições autárquicas de hoje em Mondim de Basto, distrito de Vila Real, com maioria absoluta, depois de apurados os resultados nas suas seis freguesias, segundo os dados provisórios do Ministério da Administração Interna.

O candidato social-democrata, Bruno Ferreira, obteve 48,93% dos votos, enquanto o candidato do PS, partido que ocupa atualmente a presidência daquela autarquia, foi o segundo mais votado, com 42,11%.

A terceira força política é o CDS-PP, com 5,90% dos votos.

GRÂNDOLA

A CDU repetiu esta noite a vitória de há quatro anos em Grândola, mantendo a maioria absoluta, mas recuando no número de votos.

António Figueira Mendes revalida o mandato à frente da autarquia pela CDU, com quatro vereadores e 44%.

VILA FLOR

A coligação PSD/CDS-PP conquistou hoje ao PS a Câmara Municipal de Vila Flor, distrito de Bragança, quando estão apurados os resultados nas 14 freguesias, segundo os dados do Ministério da Administração Interna.

Depois do PSD/CDS-PP, que obteve 53,77% dos votos e elegeu Pedro Miguel Saraiva Lima Cordeiro de Melo como presidente da Câmara de Vila Flor, o segundo mais votado é o PS, com 40,47%, e o terceiro é o B.E., com 1,73% dos votos.

Nas eleições autárquicas de 2017, o PS venceu a Câmara de Vila Flor.

COIMBRA

O presidente cessante da Câmara Municipal de Coimbra já reagiu à derrota: "O povo votou, eu sou um democrata e, portanto, respeito a decisão do povo", apontou, sem querer fazer análises aos resultados.

MONTEMOR-O-NOVO

O PS venceu a Câmara Municipal de Montemor-o-Novo, que era comunista desde as primeiras eleições autárquicas.

PCP

O secretário-geral do PCP admitiu esta noite que o resultado autárquico da CDU não foi o desejado nestas eleições e apontou à negociação do Orçamento de 2022. Procurou apontara para o futuro e afastou que os resultados possam significar mudanças na liderança do partido: "Essa questão não está colocada. Em relação a mim, enquanto houver este envolvimento solidário, funcionamento coletivo", disse..

VIANA DO ALENTEJO

A coligação PCP-PEV conquistou hoje ao PS a Câmara Municipal de Viana do Alentejo, quando estão apurados os resultados nas três freguesias do concelho, segundo os dados do Ministério da Administração Interna.

MARCO DE CANAVESES

Cristina Vieira (PS) reeleita presidente da câmara do Marco de Canaveses

Ponto da situação às 23 horas

O PS já assegurou 41 câmaras, 35 delas com maioria absoluta.

O PSD (sozinho ou em coligação) já conseguiu 39 município, 38 com maioria absoluta.

A CDU tem sete câmaras, cinco com maioria absoluta.

O CDS tem uma câmara com maioria absoluta.

Há sete câmaras nas mãos de grupos de cidadãos.

ARGANIL

O PSD continua a governar a Câmara Municipal de Arganil, com a reeleição de Luís Paulo Costa.

O Partido elegeu cinco vereadores, contra dois do PS.

MEALHADA

O Movimento Independente Mais e Melhor, encabeçado por António Jorge Franco, venceu a Câmara Municipal da Mealhada, derrotando o atual presidente, Rui Marqueiro.

O candidato do Movimento Mais e Melhor obteve 37,82% dos votos, contra 29,54% de Rui Marqueiro, do PS. Hugo Alves Silva, da Coligação Juntos pelo Concelho da Mealhada, teve 19,20%.

FUNCHAL

PSD anuncia que venceu Câmara do Funchal, na Madeira

ALCANENA

A coligação formada por PSD, CDS-PP e MPT roubou a Câmara de Alcanena ao PS nas eleições autárquicas de hoje, quando estão apurados os resultados nas sete freguesias, segundo os dados provisórios do Ministério da Administração Interna.

O candidato do PSD/CDS-PP/MPT, Rui Anastácio, alcançou 46,49% dos votos, conseguindo maioria absoluta (três mandatos), enquanto a atual presidente da câmara, Fernanda Asseiceira, conseguiu, pelo PS, 39,36%, o que corresponde a dois mandatos. Em terceiro lugar ficou a CDU, coligação formada PCP-PEV, com 6,74% dos votos, seguida pelo Chega, com 3,47%.

MONCHIQUE

O PS venceu as eleições autárquicas de hoje em Monchique, distrito de Faro, quando estão apurados os resultados nas três freguesias do concelho, segundo os dados do Ministério da Administração Interna.

Depois do PS, com 49,61% dos votos, o segundo mais votado é o PSD, com 21,50%, e o terceiro é o CDS-PP, com 13,23% dos votos.

No atual mandato, a Câmara de Monchique é liderada pelo PSD.

REDONDO

A coligação PSD/CDS-PP conquistou hoje a câmara de Redondo, Évora, apurados os resultados nas duas freguesias do município, segundo os dados do Ministério da Administração Interna.

Depois da coligação PSD/CDS-PP, com 43,73% dos votos, que corresponde a maioria absoluta, e três mandatos atribuídos, a segunda força mais votada é o movimento de cidadãos MICRE, com 27,21% e um mandato, e o terceiro é a coligação PCP-PEV, com 13,89% dos votos e um mandato. A maioria na câmara pertencia desde 2013 ao MICRE (Movimento Independente do Concelho do Redondo), e o município era presidido por António José Recto.

MOURÃO

O candidato do PSD/CDS-PP à Câmara de Mourão (distrito de Évora), João Fortes, venceu hoje com maioria absoluta, afastando o PS, que detinha a presidência no mandato anterior, segundo os dados provisórios do Ministério da Administração Interna.

De acordo com os resultados, quando estão apurados os dados das três freguesias, o PSD/CDS-PP obteve 47,14% dos votos, enquanto o PS, que se recandidatou com Maria Clara Safara, anterior presidente, teve 36,80%. O terceiro classificado é o PCP-PEV, com 8,12% dos votos.

OLIVEIRA DO HOSPITAL

PS mantém Câmara de Oliveira do Hospital. José Francisco Rolo foi eleito presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, sucedendo a José Carlos Alexandrino.

SÃO JOÃO DA MADEIRA

O PS renovou a maioria absoluta na Câmara Municipal de São João da Madeira, elegendo quatro lugares e a coligação PSD/CDS PP três lugares. Apesar da maioria conquistada, o PS, com Jorge Sequeira, perde um vereador.

ESPINHO

Miguel Reis é o novo presidente da Câmara Municipal de Espinho.

Com 90% dos votos apurados, o PS segue com 57,1% com a vitoria praticamente garantida para Miguel Reis. O PSD, com Vicente Pinto, surge com 42,7%.

FREIXO DE ESPADA À CINTA

O PS venceu as eleições autárquicas de hoje em Freixo de Espada à Cinta, quando estão apurados os resultados nas quatro freguesias do concelho, segundo os dados do Ministério da Administração Interna.

Depois do PS, com 62,97% dos votos, o segundo mais votado é o PSD, com 32,64%, e o terceiro é o PCP-PEV, com 0,96% dos votos.

Nas eleições de 2017, o PSD foi o partido vencedor em Freixo de Espada à Cinta.

AMARES

Em Amares, a coligação de Direita também repetiu a maioria. Manuel Moreira segue para o terceiro mandato.

VILA VERDE

Júlia Fernandes vai ser a nova presidente da Câmara de Vila Verde, após a vitória do PSD no concelho. A antiga vice-presidente do Município substitui António Vilela, que não pôde recandidatar-se devido à limitação de mandatos

FIGUEIRA DA FOZ

O cabeça de lista do movimento independente 'Figueira a Primeira', Pedro Santana Lopes, disse hoje que venceu a Câmara da Figueira da Foz nestas eleições autárquicas.

"Ganhar nestas circunstâncias é uma proeza sem igual, porque, contra todas as tropelias, todas as armadilhas, todas as impugnações e contra os partidos grandes, médios e pequenos", afirmou aos jornalistas Pedro Santana Lopes, numa primeira reação às sondagens televisivas e aos resultados preliminares.

ELVAS

Movimento Cívico Por Elvas (MCPE) venceu as eleições autárquicas de hoje em Elvas, distrito de Portalegre, quando estão apurados os resultados nas sete freguesias do concelho, segundo dados do Ministério da Administração Interna.

Depois do MCPE, com 37,87% dos votos, o segundo mais votado é o PS, com 31,20%, e o terceiro é o PSD.CDS-PP, com 13,86% dos votos.

No atual mandato, a liderança em Elvas pertencia ao Partido Socialista.

OLIVEIRA DO HOSPITAL

José Francisco Rolo foi eleito presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, sucedendo a José Carlos Alexandrino.

O Partido Socialista já conseguiu os quatro vereadores que garantem a maioria absoluta no concelho oliveirense, podendo ainda chegar ao quinto eleito.

GOLEGÃ

O movimento 2021ÉOANO, encabeçado por António Camilo, venceu as eleições autárquicas de hoje na Golegã, afastando o PS da liderança do município, quando estão apurados os resultados nas três freguesias, segundo os dados provisórios do Ministério da Administração Interna.

Depois do 2021ÉOANO, com 47,82%, o segundo mais votado é o PS, com 43,07% - que detinha, com José Maltez, a presidência do município no mandato anterior -, e o terceiro é o PCP-PEV, com 3,98% dos votos.

CASTANHEIRA DE PERA

O PS venceu as eleições autárquicas de hoje em Castanheira de Pera, distrito de Leiria, quando estão apurados os resultados na sua única freguesia, segundo os dados provisórios do Ministério da Administração Interna.

Depois do PS, com 40,02% dos votos, a segunda força mais votada é a coligação PSD/CDS-PP, com 37,35%, e a terceira é o Movimento Independente 21 (MC21), com 18,30% dos votos.

Nas eleições de 2017, o PSD foi o partido vencedor, tendo Alda Correia sido eleita presidente da Câmara de Castanheira de Pera, com 47,54% dos votos.

DISTRITO DA GUARDA

No distrito da Guarda, o PS mantém as câmaras de Seia, Fornos de Algodres e Trancoso.

PSD já confirmou vitórias em Gouveia, Figueira de Castelo Rodrigo, Sabugal, Mêda, em coligação com o CDS, e Almeida.

LISBOA

O diretor de campanha da coligação PSD/CDS-PP/MPT/PPM/Aliança candidata à Câmara de Lisboa, encabeçada por Carlos Moedas, disse que as projeções televisivas divulgadas hoje às 21:00 apontam para "um grande sinal de mudança" manifestado pelos lisboetas.

Essas projeções dão um empate entre o socialista Fernando Medina e o social-democrata Carlos Moedas na corrida à presidência da Câmara de Lisboa nas eleições autárquicas.

"Saíram algumas projeções, mas que não nos surpreendem. Para quem esteve durante estes meses todos na rua, a contactar com as pessoas, de facto isto é a confirmação do que ouvíamos, do que nos diziam. Efetivamente, há aqui um grande sinal de mudança que os portugueses e neste caso os lisboetas manifestaram", afirmou.

SARDOAL

O PS venceu hoje as eleições autárquicas no município de Sardoal, quando estão apurados os resultados nas quatro freguesias, segundo os dados provisórios do Ministério da Administração Interna.

Depois do PS, que volta a ganhar a presidência do concelho 32 anos depois, com 44,53% (três mandatos), a segunda lista mais votada é a do PSD, com 44,23% (dois mandatos), e a terceira é a do Chega, com 4,95% dos votos.

O município é liderado no atual mandato pelo PSD.

PEDROGÃO GRANDE

PSD venceu as eleições autárquicas de hoje em Pedrógão Grande, quando estão apurados os resultados nas suas três freguesias, segundo os dados do Ministério da Administração Interna.

Depois do PSD, com 52,62%, o segundo mais votado é o PS, com 28,20%, e o terceiro é o CDS-PP, com 11,60% dos votos.

PSD ganha Figueira de Castelo Rodrigo

O social democrata Carlos Condesso ganhou a câmara de Figueira de Castelo Rodrigo, que era liderada pelo socialista Paulo Langrouva. Condesso é o atual chefe de gabinete do presidente da câmara da Guarda e líder do PSD distrital.

PSD coligado com o CDS vence a câmara de Mêda ao PS no distrito da Guarda

BLOCO DE ESQUERDA

O dirigente bloquista Pedro Filipe Soares disse hoje que as projeções eleitorais indicam que o partido poderá alargar a sua base autárquica e reforçar a presença "em todo o país", mas aguarda com "humildade" os resultados finais.

"As projeções que são conhecidas são convergentes numa ideia que nos é simpática: dá intenção, pelas projeções, que o Bloco de Esquerda vai conseguir alargar a sua base autárquica do ponto de vista geográfico, o que é um reforço da nossa presença em todo o país", afirmou.

O PS conquistou hoje à CDU, com maioria absoluta, a câmara de Alvito, distrito de Beja, passando a autarquia a ser liderada por José Manuel Efigénio, segundo os dados provisórios do Ministério da Administração Interna.

Depois do PS, com 49,66%, a Coligação Democrática Unitária (CDU) foi a segunda força mais votada, com 34,26%, seguindo-se a coligação PSD/CDS-PP.A, com 11,77% dos votos.

PONTO DE SITUAÇÃO ÀS 22H20

O PS é o partido com mais presidentes de câmara eleitos, oito, nas autárquicas, quando estão apurados os resultados em 10 dos 308 concelhos, às 22:03, segundo os dados provisórios do Ministério da Administração Interna.

Depois do PS, com 37,29% dos votos e oito câmaras ganhas, o segundo mais votado é o PSD, com 22,97% e cinco municípios. A CDU, com 4,63%, elegeu um presidente de câmara.

Manuel João Sampaio Tibo, do PSD, de Terras de Bouro, Braga, foi o primeiro presidente de câmara eleito nas autárquicas, segundo dados provisórios do Ministério da Administração Interna.

O autarca já era presidente daquela câmara, eleito pelo PSD, há quatro anos.

Com onze freguesias apuradas e três por apurar, o PSD tinha 80% dos votos e dois mandatos atribuídos.

O porta-voz do Iniciativa Liberal (IL) congratulou-se hoje, no Porto, por o partido ter conseguido "cativar jovens" e "recuperar abstencionistas" para as listas do partido, considerando que contribuiu para baixar a abstenção nas eleições autárquicas de 2021.

"Trouxemos para estas eleições mais de três mil pessoas que participaram nas listas da Iniciativa Liberal por todo o país. Temos sido também capazes de cativar muitos jovens, nomeadamente primeiros votantes, não os deixando irem engrandecer aquilo que é a abstenção e serem atores ativos daquilo que é a democracia em Portugal e também recuperar abstencionistas para participarem", declarou Rodrigo Saraiva na sede do Iniciativa Liberal, localizada perto do Estádio do Bessa, no Porto.

A abstenção nas eleições autárquicas de hoje situou-se entre 45% e 50%%, de acordo com projeções divulgadas pela RTP e pela SIC.

Pedro Santana Lopes já reagiu às projeções que lhe dão a vitória na Figueira da Foz. "É uma emoção especial voltar a ter a confiança das pessoas 24 anos depois", afirmou, visivelmente emocionado. "É uma proeza sem igual, contra todas as armadilhas", frisou. E acrescentou, "é a vida: cair e levantar".

PORTO

A porta-voz da candidatura socialista à Câmara do Porto, Isabel Oneto, afirmou que as projeções indicam que o "PS ficou aquém da expectativa" de se tornar na "alternativa" à presidência do independente Rui Moreira.

"O PS candidatou-se à Câmara do Porto precisamente para apresentar-se como alternativa (...). As projeções dizem claramente que o Partido Socialista ficou aquém dessa expectativa. No entanto, a verdade é que sabíamos que partíamos para uma luta difícil. Partíamos com 11% nas sondagens e creio que conseguimos de alguma forma afirmar aquilo que são os nossos projetos para a cidade", afirmou Isabel Oneto, na sede do Partido Socialista, nos Aliados.

AMADORA

A socialista Carla Tavares foi reeleita, com maioria absoluta, como presidente da Câmara Municipal da Amadora, segundo as projeções televisivas divulgadas às 21:00.

Segundo a projeção da RTP/Católica, Carla Tavares obteve 42,2% a 47,2% dos votos, conquistando entre seis a oito mandatos.

Já a projeção à boca das urnas da Intercampus para a CMTV indica que a candidata socialista alcançou entre 42,1% a 46,9% dos votos.

Por seu turno, a coligação "Dar Voz à Amadora" (PSD/CDS-PP/Aliança/MPT/PDR), encabeçada por Suzana Garcia, obtém 23 a 27%, segundo a sondagem da RTP, e 21,9% a 25,9% dos votos, segundo a CMTV.

A Câmara Municipal da Amadora é presidida pelo PS desde 1997, quando o socialista Joaquim Raposo venceu as eleições autárquicas desse ano, pondo fim a 18 anos de gestão da CDU.

COIMBRA

O diretor da campanha da coligação Juntos Somos Coimbra reclamou vitória por maioria absoluta da Câmara Municipal de Coimbra, que era liderada pelo PS desde 2013.

"Com toda a certeza, podemos dizer que ganhámos estas eleições com uma maioria absoluta, o que era fundamental para dar a volta a Coimbra", afirmou o diretor da campanha do Juntos Somos Coimbra, António Maló de Abreu, acompanhado de gritos de "vitória" na sala de uma unidade hoteleira da cidade, em que a coligação PSD/CDS-PP/Nós, Cidadãos!/PPM/Volt/RIR /Aliança acompanha os resultados.

PORTO

O mandatário da candidatura do Bloco de Esquerda à Câmara do Porto disse que o partido está "otimista" quanto à possibilidade de eleger, pela primeira vez, um vereador para o executivo municipal.

Mário Moutinho falava aos apoiantes na sede de campanha após a divulgação das primeiras projeções das televisões, às 21:00, que apontam para a eleição de um vereador, no caso o número um da lista, Sérgio Aires.

A candidatura de Fernando Medina também já reagiu, pedindo tranquilidade e recordando que "projeções são apenas projeções". "Vamos rumo à vitória".

Lisboa

O coordenador autárquico social-democrata José Silvano disse que "ninguém canta vitória" devido às notícias de um possível empate técnico em Lisboa porque "as sondagens são sondagens". Porém, recorda, "as sondagens à boca da urna normalmente acertam sempre".

Lisboa

O dirigente socialista e presidente da Federação da Área Urbana de Lisboa do Partido Socialista, Duarte Cordeiro, acabou de discursar no Pátio da Galé

Numa intervenção breve, de um minuto, Cordeiro disse estar confiante que vai ganhar as eleições em Lisboa, mas que é preciso manter "serenidade e confiança até ao fim".

Projeção da RTP/Católica

Empate técnico entre Moedas e Medina, com vantagem para o candidato do PSD (36/32% contra 35%/31%). Iniciativa Liberal e Chega podem eleger um vereador em Lisboa.

Rui Moreira entre 39 e 44% no Porto. Pode ter maioria absoluta. Tiago Barbosa Ribeiro com um resultado entre 16% e 19%, os mesmos valores apontados a Vladimiro Feliz. CDU entre 6% e 9%. Bloco de Esquerda (entre 8% e 5%) tem possibilidade de eleger um vereador.

PSD, com José Manuel Silva, vence em Coimbra.

PS pode ter maioria absoluta em Almada.

Santana Lopes vence na Figueira da Foz.

Carla Tavares renova mandato na Amadora.

Projeção da TVI/Pitagórica

Empate técnico em Lisboa

Fernando Medina: 32,6%-38,6%

Carlos Moedas 29,3%-35,3%

Porto

Rui Moreira (39,2% - 45,2%) vence, mas pode perder a maioria absoluta

Projeções SIC:

Lisboa: Empate técnico entre Fernando Medina (31,3 - 36,3) e Carlos Moedas (30,2 a 31)

Porto - Vitória do independente Rui Moreira (39,2 a 44,2)

Coimbra - José Manuel Silva, do PSD, vence

Almada - Inês de Medeiros, do PS, segura câmara

RTP projeta que em Coimbra o PS perde a câmara para PSD

RTP projeta empate técnico entre Fernando Medina e Carlos Moedas em Lisboa

O dirigente comunista António Filipe considerou que as primeiras projeções sobre a abstenção, que apontam para um intervalo entre 45% e 50%, são semelhantes a eleições autárquicas anteriores e que a pandemia poderá justificar esta afluência.

"Apesar de a pandemia poder ter tido algum efeito de aumento da abstenção nestas eleições, quer-nos parecer que isso será incontornável, não há aqui um facto novo em relação à abstenção. Ela mantém-se mais ou menos em linha com o que aconteceu nos últimos atos eleitorais, quer no último, quer no penúltimo, há oito anos", sustentou o deputado e membro do Comité Central do PCP.

Chega considerou hoje que a elevada taxa de abstenção projetada pela RTP e pela SIC, entre os 45% e os 50%, é "grave" e significa que "os políticos falharam".

Em declarações aos jornalistas, em Braga, na sede eleitoral do partido, Diogo Pecheco Amorim, atualmente deputado na Assembleia da República, a substituir André Ventura, afirmou que a taxa de abstenção não surpreende "mas magoa".

A abstenção nas eleições autárquicas de hoje situou-se entre 45% e 50%%, de acordo com projeções divulgadas pela RTP e pela SIC.

"Temos muito tempo para falar", comentou Fernando Medina à chegada ao Pátio da Galé, na Praça do Comércio, quando questionado pelos jornalistas sobre possibilidades de resultados.

As eleições autárquicas decorreram hoje sem incidentes de maior e apenas com pequenas situações que se foram resolvendo ao longo do dia, afirmou à agência Lusa o porta-voz da Comissão Nacional de Eleições (CNE).

Segundo João Tiago Machado, até às 19:45, minutos antes de encerrarem as urnas em Portugal continental e na Madeira, foram registadas cerca de 450 queixas de eleitores por causa do processo de votação, mas em consonância com eleições anteriores.

"Foi um dia cheio, mas nada de especial, felizmente sem nada de muito grave, só o típico", disse o porta-voz.

Projeções da abstenção

RTP/Universidade Católica - 45% a 50%

SIC/Metris GfK/ICS/ISCTE - 45% a 50%

TVI - 45% - 50%

As urnas em Portugal continental e Açores já encerraram, mas nos Açores ainda se vota mais uma hora. Só nessa altura se conhecerão as projeções de resultados.

O líder do Chega, André Ventura, afirmou ao inicio da noite que "hoje começa um novo dia" para o partido e para "o panorama politico nacional", reafirmando o objetivo de ser a terceira força mais votada.

O presidente do PSD, Rui Rio, chegou à sede nacional do PSD pelas 18:47, sem declarações aos jornalistas, que são, por enquanto, os únicos rostos visíveis na Rua de São Caetano, em Lisboa.

19:49 >> O secretário-geral do PS, António Costa, afirmou que o seu partido poderá ser o primeiro na história da democracia portuguesa a vencer três eleições autárquicas consecutivas, sendo a força política que vence mais câmaras e mais freguesias.

Acompanhe aqui os resultados e as principais reações desta noite eleitoral. As urnas encerram às 20h00, hora de Portugal continental.

Mais de 9,3 milhões de eleitores (9.323.688 cidadãos inscritos) podem votar nestas eleições autárquicas, segundo os dados do recenseamento disponibilizados pela Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna (MAI).

17:00 A afluência às urnas situava-se em 42,34% até às 16:00, abaixo do valor registado há quatro anos, segundo dados da Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna (MAI).

Comparado com as últimas eleições autárquicas, que se realizaram a 1 de outubro de 2017, a afluência às urnas baixou: há quatro anos, até à mesma hora, tinham votado 44,39% dos eleitores.

Segundo os números divulgados pelo MAI, até às 12:00, 20,94% dos eleitores exerceram o seu direito de voto, ou seja, mais de 1,86 milhões de pessoas, mas também abaixo dos 22% registados em 2017.

12:00 >> Um em cada cinco eleitores votou hoje nas eleições autárquicas, segundo dados da Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna (MAI), que referem uma afluência às urnas de 20,94% dos eleitores.

Segundo os números divulgados pelo MAI, 20,94% dos eleitores exerceram o seu direito de voto até às 12:00, ou seja, mais de 1,86 milhões de pessoas.

Comparado com as últimas eleições autárquicas nacionais, que se realizaram a 1 de outubro de 2017, a afluência às urnas baixou: Há quatro anos, até à mesma hora, tinham votado 22% dos eleitores.

09:00 >> As mesas de voto para as eleições autárquicas abriram nos Açores, uma hora depois de terem aberto no continente e na Madeira, devido à diferença horária

As mesas de voto das eleições autárquicas abriram hoje às 8:00 no continente e na Madeira para a escolha dos dirigentes dos municípios e das freguesias para os próximos quatro anos.