Adepto do FC Porto morto nos festejos: Marco Gonçalves apresenta-se na PJ e sai em liberdade

Marco Gonçalves

 foto Ivo Pereira/Global Imagens

Está apenas constituído arguido pelo crime de ofensas à integridade física.

Marco Gonçalves, elemento dos Super Dragões e pai do homicida confesso de Igor Silva, durante a celebração do título de campeão do FC Porto, apresentou-se na manhã desta segunda-feira na Polícia Judiciária (PJ) do Porto.

Marco "Orelhas", como é conhecido, não prestou declarações sobre os factos ocorridos na Alameda do Dragão e, cerca de uma hora depois, saiu em liberdade. Está apenas constituído arguido pelo crime de ofensas à integridade física.

Leia mais no Jornal de Notícias